Acontecimentos do dia 26 de agosto de 1961

Crise deflagrada com a renúncia de Jânio Quadros ao mandato de Presidente da República.

 

  • 155ª Sessão Extraordinária Matutina da Câmara dos Deputados

O Deputado Bezerra Leite traça o perfil do Sr. João Goulart. O Deputado Anísio Rocha anuncia o requerimento de uma comissão parlamentar de inquérito para averiguar o comprometimento do Governador Carlos Lacerda  e do Ministro Oscar Pedroso Horta com o suposto golpe contra o regime democrático. O Deputado Dirceu Cardoso comenta o clima político. O Deputado Eloy Dutra defende a adoção, para os próximas eleições, do sistema parlamentarista de governo. O Deputado Celso Brant analisa a política econômica e a política externa do Governo Jânio Quadros. O Deputado Aurélio Vianna relata a ocupação dos aeroportos pelas Forças Armadas e a informação de que o Senado Federal estaria preparando uma proposta de emenda constitucional instituindo a eleição indireta para Presidente da República. Comenta o fato de a Câmara  dos Deputados estar discutindo proposição que regulamenta a profissão de massagista em meio ao clima de intranquilidade que reina no País. O Deputado Fernando Ferrari transmite mensagem ao povo brasileiro de sua inerredável defesa da legalidade com a posse de João Goulart no cargo de Presidente da República. Apartes: Último de Carvalho, Paulo Freire, Euzébio Rocha, Croacy de Oliveira, Rubem Nogueira, Aurélio Vianna, Celso Brant, Barbosa Lima Sobrinho e Padre Vidigal.

Anais da Câmara dos Deputados de 26/08/1961, p. 556-603 | Íntegra PDF | Áudio não disponível

Oradores                                       Texto (Anais)

BEZERRA LEITE, PTB, PE  | P. 556

ANÍSIO ROCHA, PSD, GO | P. 557

DIRCEU CARDOSO, PSD, ES | P. 562

ELOY DUTRA, PTB, GB | P. 563

CELSO BRANT, PR, MG | P. 590

AURÉLIO VIANNA, PSB, AL | P. 596Áudio

FERNANDO FERRARI, PTB, RS | P. 603    

 

  • 156ª Sessão Extraordinária Vespertina da Câmara dos Deputados

O Presidente Sérgio Magalhães inicia a sessão com a discussão do projeto de autoria do Deputado Benjamim Farah que concede ao servidor, para fins de aposentadoria, o abono de faltas por doença. O Deputado Aurélio Vianna, a pretexto de discutir a matéria, mais uma vez exorta seus pares para o grave momento vivido pelo País e a responsabilidade de cada um na defesa da liberdade e das instituições. Os Deputados Raul Pilla e Josué de Castro discutem proposta de criação da Universidade de Brasília. Na discussão de projeto que concede pensão vitalícia à viúva do poeta Antônio Bôto, o Deputado Aurélio Vianna aborda especulações sobre a formação do Ministério Mazzilli e declarações atribuídas a Carlos Lacerda e ao General Lott sobre a posse de João Goulart na Presidência da República. Apartes: Nelson Carneiro, Benjamim Farah, Djalma Marinho, Último de Carvalho, Dager Serra, Xavier Fernandes, Padre Vidigal.

Anais da Câmara dos Deputados de 26/08/1961, p. 628-672 | Íntegra PDF | Áudio

Oradores                                       Texto (Anais)

AURÉLIO VIANNA, PSB, AL | P. 628 | Áudio

AURÉLIO VIANNA, PSB, AL | P. 667 | Áudio

 

  • 157ª Sessão Extraordinária Noturna da Câmara dos Deputados

O Deputado Aurélio Vianna comenta a mobilização nacional em defesa da Constituição Federal e da posse de João Goulart na Presidência da República. Expõe declarações de autoridades religiosas, políticas e militares sobre a questão. Manifesta expectativa de que o Congresso Nacional não permitirá que se rasgue a Constituição. Apartes: Bezerra Leite, Eloy Dutra, Gabriel Gonçalves, Arthur Virgílio, Tristão da Cunha e Milton Reis. O Deputado Almino Affonso manifesta confiança no papel do Congresso Nacional contra soluções que afrontem a Constituição Federal. Comenta a situação no País. Anuncia que os trabalhadores estão em greve, em defesa da Constituição. Comenta declarações do Marechal Lott e do ex-presidente Juscelino Kubitschek sobre a crise. Apartes: Plínio Salgado, Hélio Ramos, Saturnino Braga, Pereira da Silva, Ferro Costa, Nelson Omegna, Milton Reis, Ivette Vargas, Waldir Pires, Lourival Almeida, Tristão da Cunha, Seixas Dória, Arnaldo Cerdeira, Euzébio Rocha e Unírio Machado. O Deputado Antônio Carlos Magalhães defende o respeito à Constituição e acredita que as Forças Armadas, como sempre o fizeram, a defenderá. Apartes: Pereira Nunes, Adahil Barreto, Milton Reis, Clemens Sampaio, Armando Carneiro , Benjamim Farah. O Deputado Adauto Cardoso defende a posse do João Goulart, somente em defesa da Constituição, porque considera sua presença um risco para a República. Não permite que um Deputado leia Manifesto do Marechal Lott, em aparte a seu discurso. Apartes: Fernando Ribeiro, Armando Carneiro, Pereira da Silva, Lourival Almeida, Bocayuva Cunha, Barbosa Lima Sobrinho, Nestor Duarte e Oliveira Brito. O Deputado Bocayuva Cunha lê manifesto do Marechal Lott às Forças Armadas e ao Povo Brasileiro face a declaração de Marechal Odílio Dennys contrária à entrada do Vice-Presidente João Goulart no País. O Deputado Wilson Vargas comenta a gravidade da situação política do País, materializada com o Manifesto do Marechal Lott e a mobilização das Forças Armadas e das Forças Políticas no Estado do Rio Grande do Sul em defesa da Constituição e da posse de João Goulart. Apartes: Benjamim Farah e José Joffily.

Anais da Câmara dos Deputados de 26/08/1961, p. 683-718 | Íntegra - DF | Áudio não disponível

Oradores                                       Texto (Anais)

AURÉLIO VIANNA, PSB, AL  | P. 683      

ALMINO AFFONSO, PTB, AM | P. 691  

ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES, UDN, BA | P. 705 

ADAUTO CARDOSO, UDN, GB |  P. 709  

BOCAYÚVA CUNHA, PTB, RJ | P. 715 

WILSON VARGAS, PTB, RS |  P. 715

 

Ações do documento