TVs legislativas terão língua de sinais

Legendas e Libras possibilitam o acesso de deficientes auditivos e serão disponibilizados de forma automática
10/12/2015 23h00

TVs legislativas terão língua de sinais

Gestores da Rede e pesquisadores da UFPB discutem inclusão de deficientes auditivos

Para possibilitar o acesso de deficientes auditivos a toda a programação das tvs legislativas do Brasil, a Rede Legislativa e a Universidade Federal da Paraíba acabam de firmar uma parceria. O objetivo é desenvolver um software que traduza automaticamente todo o conteúdo para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Coordenadores e gestores da Rede visitaram a UFPB em 3 de dezembro e propuseram a parceria ao Núcleo de Pesquisa e Extensão – Lavid do Centro de Informática. O Lavid já possui uma ferramenta, chamada VLibras, que traduz o closed caption (legenda oculta) para os sinais em Libras. O passo agora é conseguir gerar as legendas ocultas e os sinais em Libras a partir do áudio da programação.

A iniciativa deve beneficiar 10 milhões de cidadãos com algum grau de deficiência auditiva. Hoje, apenas a TV Câmara federal possui tradução para Libras, por meio de intérpretes, e somente durante as sessões plenárias da Câmara dos Deputados. O VLibras também será usado nos portais do Governo Federal na Internet e vai traduzir para Libras qualquer texto, áudio ou vídeo dos sites da administração pública federal.

Outra tecnologia em gestação no Lavid é o aplicativo que vai levar interatividade aos televisores de 14 milhões de beneficiários do Bolsa Família quando a tv analógica for desligada. Os conversores para tv digital serão distribuídos pelo governo e o cidadão poderá dispor de vários serviços e informações pela tv.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Centro de Informática/UFPB

Ações do documento