Seminário na Paraíba auxilia municípios

Câmaras municipais recebem orientação técnica e trocam experiências para montar suas rádios e tvs.
10/12/2015 23h00

Vinte câmaras municipais e as assembleias legislativas da Paraíba, de Pernambuco e do Sergipe reuniram-se em João Pessoa, no dia 4 de dezembro, para discutir a criação de seus próprios canais de rádio e tv e o intercâmbio técnico entre as emissoras.

O seminário foi realizado pela Câmara dos Deputados, Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas - Astral, ALPB e Câmara Municipal de João Pessoa para dar atenção especial às câmaras que ainda não possuem uma estrutura de rádio ou televisão. Para Sérgio Figueiredo, presidente da Astral, mesmo antes de o canal ser disponibilizado pelo Ministério das Comunicações é importante montar uma estrutura pequena, para transmissão via web. “Assim, a câmara municipal pode testar e amadurecer sua programação de conteúdos legislativos”, explica.

A coordenadora da Rede Legislativa de Rádio e TV, Evelin Maciel, falou sobre a expansão da Rede. Já são mais de 800 pedidos de canal ao Ministério, com 31 canais de tv e três de rádio em operação. Além do crescimento da Rede em número de canais, também aumenta sua visibilidade: “O desligamento do sinal analógico de tv no Brasil, que deve começar ano que vem, está dando um impulso à audiência das tvs legislativas, que já estão na era digital.”

Para o deputado Cleber Verde, secretário de Comunicação da Câmara dos Deputados, os canais legislativos fortalecem a democracia ao aproximar eleitores, vereadores, senadores e deputados estaduais e federais: “Estamos dando transparência ao trabalho legislativo e criando condições para a educação política e o exercício da cidadania.”

Durante o seminário, foram assinados mais dois acordos de cooperação técnica com a Câmara federal, pelas câmaras de Patos e Campina Grande, municípios para os quais o Ministério acaba de indicar canais de tv, que serão usados para transmitir as programações da TV Câmara, TV Senado, TV ALPB e das tvs legislativas municipais dessas localidades.

O evento contou também com a presença do diretor do Centro de Informática da Universidade Federal da Paraíba, Guido Lemos. O professor, que trabalhou na criação do middleware Ginga, padrão do Sistema Brasileiro de Televisão Digital, falou aos presentes sobre os novos usos e modelos de exploração e as possibilidades da interatividade da tv digital.

Ações do documento