CAEAT discute saúde coletiva em 8ª reunião

Sala de Reuniões da Mesa, 11 de julho, 15 horas
06/12/2016 12h05

CAEAT discute saúde coletiva em 8ª reunião

Ligia Bahia

O Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Câmara dos Deputados recebeu, em 11 de julho, a Doutora Lígia Bahia, pesquisadora e professora do Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva da UFRJ e Vice-Presidente da ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva.
Segundo a Professora Lígia, o objetivo da ABRASCO, que realiza no ano em curso o 10º Congresso Brasileiro de Saúde Pública, é aprofundar os debates e buscar alternativas para o sistema de saúde no Brasil. "Nossas ações defendem a formulação de políticas essenciais à garantia do direito à saúde; avaliam os tempos de espera e a dignidade do atendimento, as garantias de coberturas, a regulação de preços; os usos e abusos dos planos de saúde privados".
Ainda nessa vertente, outra questão contemplada em nossas investigações refere-se à "idosofobia" e os planos de saúde". De há muito - diz a professora Lígia Bahia -, "idoso deixou de ser sinônimo de inativo. O termo velhice ativa, utilizado em países com elevada proporção de velhos na população, tornou-se uma consignação que dá sentido a articulação de políticas sociais para assegurar mais vida aos anos e não apenas anos de vida. Hoje, o que se constata é que o idoso, que tinha plano de saúde empresarial até a véspera de se aposentar, caso deseje continuar com a mesma cobertura terá de bancar despesas muito mais elevadas do que as anteriores. Para deter o descarte dos idosos, no Brasil que envelhece - continua a Dra. Lígia - é preciso entender que o prolongamento da vida é consequência e não causa das despesas públicas com saúde".

Ações do documento