Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Página Inicial / Atividade Legislativa / Comissões / Comissões Permanentes / Comissão de Direitos Humanos e Minorias - CDHM / Notícias / Presidente da CDHM instaura procedimento para acompanhar denúncia de jovem espancado pela polícia em MG

Presidente da CDHM instaura procedimento para acompanhar denúncia de jovem espancado pela polícia em MG

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), deputado Paulão (PT-AL), anunciou hoje (26.10) a abertura de procedimento para acompanhar denúncias recebidas pela Comissão de que Lucas Emanuel Souza Aguiar, de 22 anos, teria sido espancado e sequestrado por policiais militares, sendo retirado de dentro de casa e levado em um carro não identificado, no bairro Candelária, em Belo Horizonte (MG).
26/10/2017 17h25

Segundo relatos divulgados pela imprensa e por ativistas de Direitos Humanos que procuraram a CDHM, a mãe do rapaz, militante feminista conhecida em Minas Gerais, denuncia que na tarde de quarta-feira (25.10) policiais armados invadiram sua casa, quebraram utensílios domésticos e móveis de casa e agrediram muito seu filho, sem nenhuma explicação. A própria mãe teria sido ameaçada com uma arma na cabeça, e uma irmã dela, tia do jovem, foi agredida quando chegou ao local.

 

A busca pelo jovem de 22 anos durou cerca de oito horas, quando ele foi encontrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil de Minas Gerais, espancado, com um dedo quebrado e sem ter prisão declarada ou acusação formal.

 

Devido à gravidade das denúncias, que envolvem a ação de agentes do Estado, o deputado Paulão designou os deputados Adelmo Carneiro Leão e Padre João, ambos do PT de Minas Gerais e membros do colegiado parlamentar, para representar a Comissão e acompanhar os desdobramentos do caso. Paulão encaminhou ofício requerendo informações e as providências tomadas ao secretário de Segurança Pública de Minas Gerais, Sérgio Barbosa Menezes.