Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Portal da Câmara dos Deputados

  • Acessível em Libras
  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto

Navegação Global

Câmara dos Deputados
Você está aqui: Página Inicial > A Câmara > Ouvidoria Parlamentar

Ouvidoria Parlamentar

       

Heráclito é o novo Ouvidor da Câmara dos Deputados

 

O deputado Heráclito Fortes (PSB/PI) é o novo Ouvidor da Câmara dos Deputados, convite que partiu do próprio presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM/RJ).  À frente da Ouvidoria, Heráclito assumirá um órgão que foi criado em 2001 e que, desde então, instituiu-se como um órgão de interação com a sociedade, possibilitando o monitoramento dos atos da administração pública e do processo legislativo.

“Para mim, é um novo desafio e também uma honra assumir tal função, que me permitirá essa aproximação ainda maior com a sociedade, estabelecendo uma relação de confiança entre a Casa e os cidadãos”, diz o deputado, que está em seu 6º mandato na Câmara.

Heráclito Fortes também foi prefeito da capital do Piauí, Teresina (1989-1992) e senador da República (2003-2011). Já ocupou a Terceira Secretaria da Câmara e, por duas vezes, a vice-presidência, nas gestões de Michel Temer. Também foi líder do governo Fernando Henrique Cardoso no Congresso. No Senado, foi inicialmente 3º Secretário da Mesa Diretora no biênio 2003-2005. Também presidiu a Comissão de Infraestrutura nos dois anos seguintes e a de Relações Exteriores e Defesa Nacional entre 2008 e 2009, quando assumiu a Primeira Secretaria da Casa. Nesta condição, conduziu uma das mais profundas reformas por que o Senado passou, implementando novos padrões de conduta, modernização e transparência.

Heráclito Fortes é único parlamentar piauiense eleito por 13 vezes como um dos 100 políticos mais atuantes do Congresso Nacional pelo DIAP-Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, tendo se destacado, especialmente, pela capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações.

 

               A OUVIDORIA PARLAMENTAR             

               A Ouvidoria Parlamentar da Câmara dos Deputados foi criada em 2001 e, desde então, instituiu-se como um órgão de interação com a sociedade, possibilitando o monitoramento dos atos da administração pública e do processo legislativo.

             À época de sua criação, a Ouvidoria Parlamentar recebia anualmente milhares de cartas oriundas das mais diversas regiões do País. Com o advento da internet, o canal de e-mails eletrônico tornou-se a principal ferramenta de relacionamento com a sociedade, diminuindo a distância entre os cidadãos e o Parlamento Brasileiro. 

             Em 2008, com vistas à automação dos processos da Ouvidoria Parlamentar, a Câmara dos Deputados implementou o SisOuvidor, um sistema automatizado de atendimento direto com a sociedade, disponível no endereço http://www2.camara.gov.br/participe/fale-conosco/ouvidoria e integrado aos setores comprometidos com a gestão de relacionamento na Câmara dos Deputados. 

             Como visto, esse relacionamento da Ouvidoria Parlamentar com a sociedade evoluiu paralelamente aos canais de comunicação da Câmara dos Deputados, e acompanhou os processos de gestão de relacionamento da administração pública, até se ajustar às diretrizes estabelecidas pela Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, LAI,  que regula o acesso a informações previsto na Constituição Federal.

            Na sequência desses ajustes, a Ouvidoria Parlamentar da Câmara dos Deputados tenta garantir a transparência, instituindo-se, no âmbito corporativo, como um órgão que exerce a sua autonomia em defesa do interesse social, e por isso, busca o aprimoramento dos processos de trabalho e dos serviços oferecidos pela Câmara dos Deputados por meio da intermediação das demandas apresentadas pelo cidadão.

            Nessa linha, é essencial divulgar o canal da Ouvidoria Parlamentar, como via de relacionamento social, identificar os conhecimentos experimentados pelos cidadãos com a Câmara dos Deputados e reconhecer todas as oportunidades de melhorias por eles apresentadas.

             Como entrar em contato com a Ouvidoria Parlamentar da Câmara dos Deputados?

• Pela internet, no endereço  http://www2.camara.gov.br/participe/fale-conosco/ouvidoria
• Pelo telefone 0800-619619 – Central Interativa de Atendimento ao Cidadão da Câmara dos Deputados;
• Pelo correio, no endereço:
        Ouvidoria Parlamentar
        Câmara dos Deputados – Pça dos Três Poderes
        Anexo II – Ala C – Sala T-40
        CEP: 70160-900
        Brasília-DF

     Competências da Ouvidoria Parlamentar:

     De acordo com o Art.21-A, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, compete  à Ouvidoria Parlamentar:

I – receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as reclamações

ou representações de pessoas físicas ou jurídicas sobre:

a) violação ou qualquer forma de discriminação atentatória dos direitos

e liberdades fundamentais;

b) ilegalidades ou abuso de poder;

c) mau funcionamento dos serviços legislativos e administrativos da Casa;

d) assuntos recebidos pelo sistema 0800 de atendimento à população;

II – propor medidas para sanar as violações, as ilegalidades e os abusos

constatados;

III – propor medidas necessárias à regularidade dos trabalhos legislativos e

administrativos, bem como ao aperfeiçoamento da organização da Câmara

dos Deputados;

IV – propor, quando cabível, a abertura de sindicância ou inquérito destinado

a apurar irregularidades de que tenha conhecimento;

V – encaminhar ao Tribunal de Contas da União, à Polícia Federal, ao Ministério

Público, ou a outro órgão competente as denúncias recebidas que

necessitem maiores esclarecimentos;

VI – responder aos cidadãos e às entidades quanto às providências tomadas pela

Câmara sobre os procedimentos legislativos e administrativos de seu interesse;

VII – realizar audiências públicas com segmentos da sociedade civil.dentre outras competências estabelecidas, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as reclamações ou representações de pessoas físicas ou jurídicas, encaminhar ao  Tribunal de Contas da União, à Polícia Federal, ao Ministério Público ou a outro órgão  competente as denúncias recebidas que necessitem maiores esclarecimentos, bem  como responder aos cidadãos e às entidades quanto ás providências tomadas pela  Câmara sobre os procedimentos legislativos e administrativos de seu interesse. 

 

Informações de Apoio

Mapa do Portal