CDU discutiu adoção da tecnologia BIM em obras públicas nesta quarta (18)

A Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) discutiu, nesta quarta-feira, 18, a utilização da metodologia Building Information Modeling (BIM) em obras públicas.
18/11/2015 16h10

A Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) discutiu, nesta quarta-feira, 18, a utilização da metodologia Building Information Modeling (BIM) em obras públicas.

O Chefe da Seção de Tecnologia da Informação da Diretoria de Obras Militares, Capitão Edilberto Cabral Ferreira, ressaltou que, com o advento do BIM, houve uma evolução conceitual na forma de se arquitetar. “A gente passa a projetar em um ambiente 3D e a trabalhar com objetos para a modelagem do projeto”. Cabral explica que o objeto trabalhado, além da sua representação geométrica, passa a ter comportamento e informação. A adição de informações a cada objeto, como o fabricante do produto, conteúdo sobre o material, custo, etc., é o grande diferencial da tecnologia BIM. Orienta que, outra característica da metodologia é a possibilidade de relacionar tais informações ao cronograma e, assim, realizar simulações de como será executada a construção. “Eu também consigo, associando com a minha base de custos, simular o desembolso financeiro que terei nesse empreendimento”, concluiu o palestrante.

Participaram também da Audiência Pública representantes da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade da Câmara Brasileira da Indústria da Construção – CBIC; do Instituto de Arquitetos do Brasil/RJ; e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro – CREA/RJ.

 

 

Assessoria de Comunicação - Kimberly Dias

Ações do documento