Legislação Informatizada - Medida Provisória nº 368, de 29 de Outubro de 1993 - Publicação Original

Veja também:

Medida Provisória nº 368, de 29 de Outubro de 1993

Altera a Lei n° 8.383, de 30 de dezembro de 1991.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de Lei:

     Art. 1º. O período de apuração do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI incidente nas saídas dos produtos dos estabelecimentos industriais ou equiparados a industrial, passa, a partir de 1° de novembro de 1993, a ser decendial.

     Art. 2º. Os arts. 52 e 53 da Lei n° 8.383, de 30 de dezembro de 1991, passam a vigorar com a seguinte redação:

"     Art. 52. Em relação aos fatos geradores que vierem a ocorrer a partir de 1° de novembro de 1993, os pagamentos dos impostos e contribuições relacionados a seguir deverão ser efetuados nos seguintes prazos:

     I - Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI;
a) até o terceiro dia útil do decêndio subseqüente ao de ocorrência dos fatos geradores, no caso dos produtos classificados no capítulo 22 e nos códigos 2402.20.9900 e 2402.90.0399 da Tabela de Incidência do IPI/TIPI;
b) até o último dia útil do decêndio subseqüente ao de ocorrência dos fatos geradores, no caso dos demais produtos;
     II - Imposto de Renda na Fonte - IRF;
a) até o último dia útil do mês subseqüente ao de ocorrência do fato gerador ou na data da remessa, quando esta for efetuada antes, no caso de lucro de filiais, sucursais, agências ou representações, no País, de pessoas jurídicas com sede no exterior;
b) na data da ocorrência do fato gerador, nos casos dos demais rendimentos atribuídos a residentes ou domiciliados no exterior;
c) até o último dia útil do mês subseqüente ao da distribuição automática dos lucros, no caso de que trata o art. 1° do Decreto-Lei n° 2.397, de 21 de dezembro de 1987;
d) até o terceiro dia útil da quinzena subseqüente à de ocorrência dos fatos geradores, nos demais casos;
     III - Imposto sobre operações de crédito, câmbio e seguro e sobre operações relativas a títulos e valores mobiliários - IOF;
a) até o terceiro dia útil da quinzena subseqüente à de ocorrência dos fatos geradores, no caso de aquisição de ouro, ativo financeiro, bem assim nos de que tratam os incisos II a IV do art. 1° da Lei n° 8.033, de 12 de abril de 1990;
b) até o terceiro dia útil subseqüente ao período de cobrança ou registro contábil do imposto, nos demais casos;

     IV - contribuição para financiamento da Seguridade Social (COFINS), instituída pela Lei Complementar n° 70, de 30 de dezembro de 1991, e contribuições para o Programa de Integração Social e para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/PASEP), até o quinto dia útil do mês subseqüente ao de ocorrência dos fatos geradores.

     § 1° O imposto incidente sobre ganhos de capital na alienação de bens ou direitos (Lei n° 8.134, de 27 de dezembro de 1990, art. 18) deverá ser pago até o último dia útil do mês subseqüente àquele em que os ganhos houverem sido percebidos.

     § 2° O imposto, apurado mensalmente, sobre os ganhos líquidos auferidos em operações realizadas em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, será pago até o último dia útil do mês subseqüente àquele em que os ganhos houverem sido percebidos.
     Art. 53. Os tributos e contribuições relacionados a seguir serão convertidos em quantidade de UFIR diária pelo valor desta:

     I - IPI, no último dia do decêndio de ocorrência dos fatos geradores;
     II - IRF, no dia da ocorrência do fato gerador;
     III - IOF:

a) no último dia da quinzena de ocorrência dos fatos geradores, na hipótese de aquisição de ouro, ativo financeiro;
b) no dia da ocorrência dos fatos geradores, ou da apuração da base de cálculo, nos demais casos;
     IV - contribuição para o financiamento da Seguridade Social (COFINS), instituída pela Lei Complementar n° 70, de 30 de dezembro de 1991, e contribuições para o Programa de Integração Social e para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/PASEP), no último dia do mês de ocorrência dos fatos geradores;
     V - demais tributos, contribuições e receitas da União, arrecadados pela Secretaria da Receita Federal, não referidos nesta lei, nas datas dos respectivos vencimentos.

     Parágrafo único. O imposto de que tratam os parágrafos do artigo anterior será convertido em quantidade de UFIR pelo valor desta no mês do recebimento ou ganho. "


     Art. 3º. O valor em cruzeiros reais do tributo ou contribuição a pagar será determinado mediante a multiplicação da quantidade de UFIR pelo valor desta na data do pagamento.

     Parágrafo único. O disposto neste artigo aplica-se, também, ao recolhimento do Imposto de Renda e da contribuição social sobre o lucro das pessoas jurídicas de que trata a Lei n° 8.541 de 23 de dezembro de 1992.

     Art. 4º. O fato gerador do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural - ITR ocorre no dia 1° de janeiro de cada exercício.

     Art. 5º. A partir de 1° de janeiro de 1994, o Valor da Terra Nua - VTN será convertido em quantidade de Unidade Fiscal de Referência (UFIR) pelo valor desta no mês de janeiro do exercício da ocorrência do fato gerador.

     Art. 6º. O valor do ITR, apurado em UFIR, poderá ser pago em até seis quotas iguais, mensais e sucessivas, a partir da notificação, em data a ser fixada pela Secretaria da Receita Federal:

     I - nenhuma quota será inferior a cinqüenta UFIR e o imposto de valor inferior a cem UFIR será pago de uma só vez.
     II - é facultado ao contribuinte antecipar, total ou parcialmente, o pagamento do imposto ou das quotas;
     III - o valor em cruzeiros reais de cada quota será determinado mediante a multiplicação do seu valor, expresso em quantidade de UFIR, pelo valor desta no mês do efetivo pagamento.

     Art. 7º. Esta Medida Provisória entra em vigor na data de sua publicação.

     Art. 8º. Revoga-se o art. 1° do Decreto-Lei n° 2.450 de 29 de julho de 1988, com a alteração do art. 14 da Lei n° 7.798, de 10 de julho de 1989.

Brasília, 29 de outubro de 1993; 172° da Independência e 105° da República.

ITAMAR FRANCO
Fernando Henrique Cardoso

Retificação

No art. 2°.
onde se lê:
"Art. 52 ................................................................................ ...........................................
................................................................................ .......................................................
III - ................................................................................ .................................................
................................................................................ .......................................................
b) até o terceiro dia útil subseqüente ao período de cobrança ou registro contábil do imposto, nos demais casos;
................................................................................ ....................................................."
leia-se:
"Art. 52 ................................................................................ ..........................................
................................................................................ .......................................................
III - ................................................................................ .................................................
................................................................................ .......................................................
b) até o terceiro dia útil do decênio subseqüente ao de cobrança ou registro contábil do imposto, nos demais casos;
................................................................................ ....................................................."
onde se lê:
"Art. 53. ................................................................................ ........................................
................................................................................ ......................................................
V - demais tributos, contribuições e receitas da União, arrecadados pela Secretaria da Receita Federal, não referidos nesta lei, nas datas dos respectivos vencimentos.
................................................................................ ....................................................."
Leia-se:
"Art. 53 ................................................................................ ..........................................
................................................................................ .......................................................
V - demais tributos, contribuições e receitas da União, arrecadados pela Secretaria da Receita Federal, não referidos nesta lei, nas datas dos respectivos vencimentos;
VI - contribuições previdenciárias, no primeiro dia do mês subseqüente ao de competência.
......................................................................................................................................"

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial da União - Seção 1 de 01/11/1993


Publicação:
  • Diário Oficial da União - Seção 1 - 1/11/1993, Página 16344 (Publicação Original)
  • Diário Oficial da União - Seção 1 - 8/11/1993, Página 16675 (Retificação)
  • Diário do Congresso Nacional - 12/11/1993, Página 4018 (Exposição de Motivos)
  • Coleção de Leis do Brasil - 1993, Página 2649 Vol. 10 (Publicação Original)