Comissão promove XIV Seminário LGBT do Congresso Nacional

Com requerimento do deputado Orlando Silva (PCdoB/SP), a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público - CTASP promove o 14º Seminário LGBT do Congresso Nacional no dia 13 de junho, com início às 9 horas no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados.
09/06/2017 19h30

Realizada em conjunto com as Comissões de Direitos Humanos e Minorias, de Cultura,  de Legislação Participativa, de Educação e de Seguridade Social e Família, esta iniciativa “debate a realidade, políticas públicas e iniciativas que atendam as demandas da comunidade LGBT, seguimento importante e relevante da sociedade brasileira", afirma o deputado Orlando.

 

Cidadania TRANS é o tema principal do 14º Seminário LGBT do Congresso Nacional

 

A importância de cada vida humana, mas especialmente daquelas sobre as quais pesam o preconceito, a violência, a negação da sociedade em quase todos os campos, incluindo o mercado de trabalho e o acesso à educação, são alguns dos vários aspectos a ser abordados no 14º Seminário LGBT do Congresso Nacional. Em 2017, o evento terá como tema “Cidadania TRANS – Nossas vidas importam”. Como em todos os anos, o seminário é aberto ao público e acontece das 9h às 18h no Auditório Nereu Ramos, no dia 13 de junho (terça-feira), no Anexo 2 da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

Entre os convidados do seminário, lideranças de entidades de defesa pelos direitos de pessoas transexuais e travestis, e também de gays, lésbicas e bissexuais, como o Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat), a Forum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros (Fonatrans), Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), Fórum Nacional de Educação, Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas (ABRAFH), Rede Afro LGBT, além do Conselho Federal de Psicologia e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O seminário terá como atividade cultural uma exposição de arte produzida por e sobre pessoas trans. A arte é o meio catalisador que reúne as expressões e representações mais visíveis do universo gay, lésbico, transexual e de indivíduos que não se enquadram nos padrões da nossa sociedade.

A exposição “É tudo nosso” é um pequeno recorte da produção de artistas do Distrito Federal e de outros estados que com seus trabalhos chamam atenção para os direitos básicos que são negados às minorias. A mostra, que tem curadoria de Clauder Diniz, transita entre o erotismo, a denúncia, o ativismo, o afeto e a poesia, e poderá ser vista na Casa da Cultura da América Latina, em Brasilia, entre os dias 13 e 28 de junho.

São 18 artistas, como Christus Nóbrega, Alair Gomes, António Obá, Odinaldo Costa, João Henrique, Léo Tavares e Rosa Luz, com trabalhos em fotografia, vídeo-performance, pinturas, arte eletrônica e desenho.

Toda a sociedade é convidada a participar deste momento de luta pela plena inclusão da população LGBT na comunidade de direitos, independentemente de orientação sexual e identidade de gênero.

 

Mais informações: (61) 3215-5646/9978

Veja aqui a Programação do Seminário

por e assessoria do seminário

Ações do documento