Presidente da CREDN recebeu o Embaixador da Itália no Brasil

O presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), deputado Eduardo Bolsonaro, recebeu, em 29 de janeiro de 2020, visita de cortesia do novo embaixador da Itália no Brasil, Sr. Francesco Azzarello. Ambas as autoridades conversaram sobre aspectos da parceria estratégica Brasil-Itália.
30/01/2020 15h35

Alexandre Magno da Conceição

Presidente da CREDN recebeu o Embaixador da Itália no Brasil

O presidente da CREDN e o embaixador italiano dialogaram sobre a importância do comércio bilateral e dos investimentos italianos em território brasileiro. Na oportunidade, o deputado frisou que o Brasil está de “portas abertas” para receber o capital produtivo italiano, recordando o peso de empresas como FIAT, TIM, Pirelli, entre muitas outras com ativos no Brasil. Além disso, ressaltou o potencial da cooperação bilateral na seara da defesa e da segurança, sobretudo no que se refere à indústria de defesa de alta tecnologia.

Nesse sentido, o parlamentar mencionou ter lido recente entrevista com o empresário italiano Pietro Giuliani, fundador e presidente mundial da Azimut, gestora independente de ativos e patrimônio, que busca oportunidades nas áreas de construção civil e de infraestrutura. Com relação à entrevista, o deputado disse ter atentado para o otimismo do empresário com o Brasil, e que, provavelmente, tal otimismo representaria a confiança do empresariado italiano com o presente e o futuro da economia nacional.

O embaixador afirmou que os italianos estão esperançosos com os novos rumos da economia brasileira, pautada pela recuperação do emprego e pelas reformas macro e microeconômicas. Asseverou, ainda, que a expressiva colônia italiana no Brasil seria não apenas um elo entre ambos os países, mas também elemento de dinamismo econômico comum.

À luz do exposto, o deputado Eduardo Bolsonaro e o embaixador Francesco Azzarello reconheceram a importância da acessão do Brasil à Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Segundo o embaixador, é do interesse italiano que o Brasil coopere ativamente com a OCDE, de modo a promover reformas internas que respaldem o crescimento econômico e a boa administração da máquina pública.

O deputado, vice-presidente do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil-OCDE, convidou a Embaixada da Itália em Brasília a cooperar com o Congresso Nacional em iniciativas conjuntas que beneficiem o pleito brasileiro de ser membro daquela organização. Dessa forma, as relações Brasil-Itália contribuirão significativamente para a cooperação multilateral no âmbito da OCDE.

 

Texto: Diego Araujo Campos

 

Ações do documento