Parlamentares brasileiros vão intensificar relações com Moçambique

Brasília – Os parlamentares brasileiros vão intensificar as relações com Moçambique por meio de uma agenda de trabalho a ser discutida pelos membros do Grupo de Amizade Brasil – Moçambique e a Embaixada daquele país africano. De acordo com o deputado Márcio Marinho (PRB-BA), presidente do grupo, “vamos propor uma agenda de trabalho, identificar os temas prioritários para os dois países e fazer avançar a cooperação e as relações bilaterais”, explicou.
20/02/2019 17h01

Edilson Holanda

Parlamentares brasileiros vão intensificar relações com Moçambique

Márcio Marinho saudou ainda a participação do Embaixador Gamiliel Sepúlveda João Munguambe, que está há apenas sete meses no cargo, mas já busca formas de fortalecer o relacionamento entre os respectivos parlamentos. O diplomata lembrou que em 2018, um grupo de parlamentares moçambicanos realizou visita ao Brasil cumprindo uma agenda de trabalho que contemplou diálogos tanto na Câmara dos Deputados como no Poder Executivo. 

Gamiliel Munguambe lembrou que o país passará por eleições gerais em outubro e que pela primeira vez, serão eleitos os governadores das províncias pelo voto direto. Além disso, revelou que o país descobriu reservas de gás natural na região norte, suficientes para 50 anos de exploração, o que irá alavancar significativamente a economia de Moçambique. 

“Brasil e Moçambique têm ganhos mútuos a realizar com o incremento das relações, mesmo quando a realidade financeira atual nos dois países sugira o contrário. O Grupo Parlamentar de Amizade pode jogar um papel muito importante nesse processo promovendo um maior conhecimento das realidades dos dois países junto dos potenciais parceiros de negócios”, afirmou o diplomata. 

De acordo com Márcio Marinho, “o que mais nos une é a língua. Somos parceiros na Comunidade de Países de Língua Portuguesa. A forte identidade cultural compõe o pano de fundo a partir do qual a relação bilateral é percebida pelos moçambicanos. O Brasil é visto como país que alcançou estágio de desenvolvimento que permitiria contribuir para a superação de desafios econômicos e sociais em países “irmãos” como Moçambique. Vamos trabalhar nesta direção”, assegurou. 

O ministério das Relações Exteriores informou que Moçambique é o maior beneficiário da cooperação brasileira com recursos da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), cobrindo áreas diversificadas (saúde, agricultura, educação, formação profissional, entre outros) e envolvendo projetos estruturantes, tais como a “Fábrica de Antirretrovirais e outros Medicamentos”, o “Projeto da Universidade Aberta em Moçambique” e o ProSavana, em parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA). 

 

 

 

Jornalista responsável: Marcelo Rech

E-mail: marcelo.rech@camara.leg.br

Telefone: 61 3216 6737

www2.camara.leg.br/credn

https://www.facebook.com/crednoficial

https://twitter.com/credena

Ações do documento