Brasil e Austrália têm acordo em Ciência, Tecnologia e Inovação aprovado

Brasília – O Acordo para Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação, celebrado entre Brasil e Austrália em Camberra, em 7 de setembro de 2017, foi aprovado nesta quarta-feira, 8, pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional com parecer do deputado Nilson Pinto (PSDB-PA).
08/08/2018 15h55

Luís Macedo

Brasil e Austrália têm acordo em Ciência, Tecnologia e Inovação aprovado

O pretende promover a cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação, com ênfase no desenvolvimento de programas de pesquisa conjunta científica e tecnológica; planos de trabalho e projetos que incluam o fornecimento de materiais e equipamentos de pesquisa; intercâmbio de estudantes, cientistas, pesquisadores, especialistas e acadêmicos; intercâmbio de informação no campo de ciência e tecnologia por meios eletrônicos; e a organização de seminários, conferências e oficinas de trabalho na área. 

“Este acordo irá aprofundar a cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação entre os dois países, o que proporcionará benefícios mútuos e constituirá uma ferramenta poderosa para aprimorar os padrões socioeconômicos de vida e promover a equidade social”, assegurou o deputado. 

A implementação da cooperação se dará, do lado brasileiro, pelo ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, enquanto, no caso australiano, ficará a cargo do Departamento de Indústria, Inovação e Ciência, que serão os responsáveis pela coordenação e implementação do acordo.

Nilson Pinto entende que esta é uma parceria vantajosa em um ambiente propício para o incentivo à inovação, “com vistas a tirar proveito da rápida expansão do conhecimento científico e de seu impacto positivo como força transformadora capaz de sustentar o crescimento econômico”, concluiu.

 

Jornalista responsável: Marcelo Rech

E-mail: marcelo.rech@camara.leg.br

Telefone: 61 3216 6737

www2.camara.leg.br/credn

https://www.facebook.com/crednoficial

https://twitter.com/credena

Ações do documento