Comissão de Meio Ambiente realizará seminário sobre segurança de barragens

Requerimento foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares (Brasília, 16 de abril de 2018) – A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira requerimento de audiência pública do deputado Rodrigo Agostinho (PSB/SP) para a realização de seminário sobre segurança das barragens no país.
16/04/2019 19h20

Assessoria do deputado

 Comissão de Meio Ambiente realizará seminário sobre segurança de barragens

Reunião deliberativa CMADS

CRIMES AMBIENTAIS 

Na proposta aprovada por unanimidade, o deputado paulista demonstrou preocupação com a atual situação dessa atividade no país e elencou os crimes ambientais ocorridos em Minas Gerais, como o rompimento da barragem da mineradora Samarco na cidade de Mariana e o rompimento da barragem do Córrego do Feijó, da mineradora Vale, em Brumadinho. “Em ambos os casos, milhões de metros cúbicos de rejeitos se espalharam numa avalanche de enormes proporções, vitimando seres humanos, dizimando cidades e causando perdas ambientais irrecuperáveis. O seminário será uma oportunidade para o Poder Legislativo acompanhar e entender a real situação das inúmeras barragens instaladas no país”, argumentou o deputado.

 

No requerimento, o parlamentar paulista elenca que somente 3% das 24 mil barragens voltadas à irrigação e exploração hidrelétrica, abastecimento, uso animal, aquicultura, contenção de resíduos minerais e industriais existentes no país foram vistoriadas. “Infelizmente, novos desastres poderão acontecer caso não sejam adotadas medidas preventivas urgentes. Cerca de 3,5 milhões de pessoas vivem em regiões onde estão localizadas barragens em risco de rompimento”, alertou. 

CONVIDADOS

 

Presidente do Colegiado, Agostinho sugere que participem da audiência os representantes do Ministério Público Estadual de Minas Gerais, da Agência Nacional de Águas, do Instituto Mineiro de Gestão das Águas, da Defesa Civil, do comitê da bacia hidrográfica dos rios São Francisco, Paraopeba e da represa de Três Marias.

Fonte: Assessoria do deputado

Ações do documento