Meio Ambiente debate potencial econômico das Unidades de Conservação

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza audiência pública na terça-feira (4) sobre “Os Benefícios das Unidades de Conservação para a Economia e o Desenvolvimento Nacional”. O debate atende requerimento apresentado pelo deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP).
03/06/2019 10h20

O parlamentar lembrou que as Unidades de Conservação (UCs) brasileiras são muito conhecidas por seu potencial turístico – 17 milhões de pessoas visitaram parques nacionais em 2017. 

Segundo ele, além do turismo as UCs podem oferecer importantes contribuições à economia nacional. “Atividades como o extrativismo sustentável de madeira, a pesca, a geração de energia e a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas são algumas das áreas que poderiam gerar mais riqueza e oportunidades de empregos no país, se houvesse mais investimento em gestão ambiental”, disse.

Foram convidados para a audiência:

-Rodrigo Jesus de Medeiros, Professor do Departamento de Ciências Ambientais UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro;

-Carlos Eduardo Frickmann Young, Professor do Instituto de Economia da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro;

-Erika Guimarães, Gerente de áreas protegidas da Fundação SOS Mata Atlântica - Representante da Coalizão Pró-Unidades de Conservação;

-André Nahur, Diretor da CI - Conservation Internacional;

-Leandro Mitidieri Figueiredo, Procurador da República e Coordenador do Grupo de Trabalho Unidades de Conservação da 4ª CCR do MPF - Ministério Público Federal; 

-Fernando Henrique Sousa, Diretor do Grupo Cataratas.

Hora e local
A audiência pública será às 14 horas, no plenário 8, e será interativa.

Ações do documento

registrado em: