CFT e CAPADR debatem crise no setor sucroalcooleiro

As Comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados realizam audiência pública hoje para discutir a política de preços e demais fatores que inviabilizaram a competitividade e afetaram a produção de etanol e biodiesel no Brasil.
10/11/2015 10h40

A audiência foi solicitada pela deputada Tereza Cristina (PSB-MS). Ela defende que a crise do setor sucroalcooleiro e seus reflexos merecem ser amplamente debatidos pelos parlamentares, pois “a perda de competitividade do etanol promoveu uma reversão no ciclo de investimentos em toda a cadeia de produção sucroenergética, gerando uma crise sem precedentes e minando um dos programas mais bem sucedidos do governo brasileiro”.

“Entidades do setor alertam que mais de 70 usinas foram fechadas desde 2008 e que diversas outras estão em recuperação judicial, ocasionando a perda de mais de 300 mil empregos em toda a cadeia produtiva. Os baixos preços pagos pela Petrobrás provocou a descapitalização do Setor, resultando na falta de renovação de grande parte dos canaviais, impactando negativamente a produtividade”, disse a deputada.

Foram convidados para debater o tema o gerente de Planejamento Empresarial da Petrobras, Marcos Vinícius Guimarães da Silva, representando o presidente da estatal, Aldemir Bendine; e o presidente do Fórum Nacional Sucroenergético e dos sindicatos da Indústria de Fabricação de Etanol e Açúcar do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), André Luiz Baptista Lins Rocha.

A audiência está marcada para as 14h30, no plenário 4.

Da Redação - MB

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Ações do documento