Agricultura rejeita anulação de decreto que desapropriou área no Maranhão

05/12/2019 15h34

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Agricultura rejeita anulação de decreto que desapropriou área no Maranhão

Zé Carlos: "O decreto foi um ato previsto na legislação brasileira”

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural rejeitou nesta quarta-feira (4) o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 364/16, do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), que anula a desapropriação do imóvel rural denominado Marfim e Maratoan, situado no município de Lago Verde (MA). 

A rejeição foi pedida pelo relator da proposta, deputado Zé Carlos (PT-MA). Esta é a segunda vez que o projeto recebe parecer contrário. A primeira foi em 2017, na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia.

Impeachment
O imóvel de 1.410 hectares foi desapropriado para fins de reforma agrária por determinação da presidente Dilma Rousseff. O decreto foi assinado em abril de 2016, quando o processo de impeachment de Dilma já estava sendo discutido no Congresso Nacional. Esse fato motivou Goergen a apresentar o projeto anulando o ato.

Mas para o deputado Zé Carlos, a justificativa do autor não se sustenta, já que a presidente, ao assinar a desapropriação, apenas cumpriu um rito inerente ao seu cargo. “O decreto foi um ato previsto na legislação brasileira”, disse.

Tramitação
Apesar das duas rejeições, a proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). A etapa final será a votação no Plenário da Câmara.

 

Agência Câmara Notícias

Ações do documento