08/10/2014 19h38

Estudo indica que bancada ruralista sai fortalecida das eleições

De acordo com estudo preliminar da Frente Parlamentar Agropecuária, 51% dos deputados federais eleitos estão ligados ao setor

Levantamento preliminar da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) indica que a bancada ruralista na Câmara dos Deputados saiu fortalecida do último pleito eleitoral (5).

Segundo o estudo, 263 (51%) dos deputados federais eleitos (513) estão ligados ao setor. Desse total, 139 (27%) já são membros da frente parlamentar e foram reeleitos, e 124 (24%) seriam novos deputados ligados à atividade do agrossetor.

Atualmente, a frente tem 205 membros, sendo 191 deputados e 14 senadores. Do total de deputados que são membros da frente, 139 conseguiram a reeleição.

Anna Izabel Nunes
Agropecuária - Criação de animais - Gado - Criação de Gado
Estudo leva em conta "bandeiras do setor"

Membro da Frente Parlamentar da Agropecuária, o deputado Alceu Moreira, do PMDB do Rio Grande do Sul, comentou o possível crescimento da bancada e disse que já há um caminho de luta a seguir.

"Nós somos, hoje, vítimas do 'fiscalismo' exacerbado, transformando o produtor, muitas vezes, em um cidadão que fica 'à mercê de algemas'. O que nós queremos é que a Constituição e a legislação digam, com absoluta clareza, o que o cidadão pode fazer."

Alceu Moreira lamentou a não reeleição de alguns deputados que, segundo ele, sempre tiveram uma atuação proativa ligada aos interesses do agronegócio no Congresso Nacional.

"Eu lamento. São companheiros que tinham convívio conosco muito importante e mandatos de grande relevância, mas o povo não os reelegeu e, certamente, reelegeu outros parlamentares que cumpriram também o papel."

No estudo, foram utilizados parâmetros e características dos eleitos a deputado federal que os ligam ao setor de agronegócios. Além disso, os especialistas que conduziram o estudo levaram em conta as "bandeiras do setor", assumidas durante a campanha eleitoral, e o perfil dos eleitos, que, por exemplo, declararam como ocupação a produção rural.

Reportagem – Thyago Marcel