Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

  • Retorne o texto ao tamanho normal
  • Aumente o tamanho do texto
Você está aqui: Página Inicial > Comunicação > Câmara Notícias > Política > Integrantes da CPMI da Petrobras vão ao STF pedir acesso a depoimentos de Costa
  • Compartilhar no Google+
22/09/2014 - 09h11

Integrantes da CPMI da Petrobras vão ao STF pedir acesso a depoimentos de Costa

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Oitiva do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa
Vital do Rêgo quer o compartilhamento efetivo do conteúdo da delação premiada.

Integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga denúncias contra a Petrobras se reúnem nesta terça-feira (23) com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, e com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O objetivo é reforçar a necessidade de a comissão ter acesso imediato aos documentos da delação premiada de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras. De acordo com reportagem da revista Veja, Costa teria acusado autoridades, entre parlamentares, ministros e governadores, de participação em suposto esquema de desvio de dinheiro da estatal.

Paulo Roberto Costa foi preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que investigou o crime de lavagem de dinheiro. Com a delação premiada, o ex-diretor pode receber benefícios, como redução de pena. Ele está preso no Paraná e, na última quarta-feira (17), veio a Brasília para depor na CPI mista.

Se seu navegador não puder executar o áudio, <a href='http://imagem.camara.gov.br/internet/midias/Radio/2014/09/ultimas_18092019_pb_agenda_cpmi_petrobras.mp3' _fcksavedurl='http://imagem.camara.gov.br/internet/midias/Radio/2014/09/ultimas_18092019_pb_agenda_cpmi_petrobras.mp3'>obtenha o áudio</a> e salve-o em seu computador.
Confira a versão em áudio desta reportagem.

Apesar da convocação, Paulo Roberto Costa usou o direito de ficar calado para não se incriminar e não respondeu a nenhuma das perguntas feitas por deputados e senadores.

Compartilhamento de informações
O presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), espera apressar o acesso ao conteúdo da delação premiada de Costa. "Passamos a uma outra fase, que é a tentativa de sensibilizar o Supremo Tribunal Federal e o procurador-geral da República em uma possibilidade de compartilhamento efetivo da delação premiada, que ainda não temos a devida notificação do seu encerramento. Certamente teremos resultados que possam dar a esta CPI a documentação tão necessária", afirmou.

A reunião de integrantes da CPMI com o presidente do Supremo Tribunal Federal e com o procurador-geral da República está marcada para as 18 horas desta terça-feira, no STF.

A ida ao Supremo, por enquanto, é o único compromisso da CPMI da Petrobras para esta semana. Ainda não há data marcada para depoimentos já aprovados pelos parlamentares, como o do doleiro Alberto Youssef, também preso da Operação Lavo Jato; e o da contadora dele, Meire Poza.

Reportagem – Paula Bittar
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'



  • Câmara Notícias
    Expediente
    Disque-Câmara: 0800 619 619

Mapa do Portal