Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Presidentes

  • Deputado Rafael Motta (2018)

Engenheiro de Produção e mestrando em Administração Pública. Ocupou cargo de subsecretário de Juventude no Governo do Estado do Rio Grande do Norte entre 2011 e 2012. Foi vereador em Natal nos anos de 2013 e 2014.

É deputado federal do Rio Grande do Norte pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), eleito com 176 mil votos. Na Câmara dos Deputados, é o secretário da Juventude (primeiro titular desde a criação da Secretaria na Casa Legislativa) e vice-líder do PSB na Câmara.

É integrante da Comissão de Turismo desde 2015 e um dos defensores do crescimento e do desenvolvimento do setor turístico tanto no Rio Grande do Norte quanto no Brasil. Também integra as Comissões de Minas e Energia e de Educação.

Promoveu seminário, na cidade de Natal-RN para tratar de questões relacionadas ao desenvolvimento do turismo do Rio Grande do Norte com a presença do Ministro do Turismo e representantes das principais associações e entidades do setor turístico do país.

Inclusive, foi relator do Projeto de Lei nº 5542/2013, que obriga turistas estrangeiros a contratar seguro-saúde para ingressarem no Brasil. E também do Projeto de Lei nº 2515/2015, que inclui albergues entre os prestadores de serviços turísticos. Ambos os projetos foram aprovados, com aperfeiçoamentos ao texto feitos pelo deputado.

Como Presidente da Comissão de Turismo, destaca a importância da interiorização do turismo brasileiro e valorização de modalidades como turismo culinário, religioso e de aventura. Defende que o desenvolvimento do turismo pode ser uma alternativa para a economia nacional.

Durante seu mandato, recebeu honrarias como o prêmio “Os Notáveis USA 2015”, um reconhecimento a sua atuação em favor da educação, inclusão social e internet mais livre e segura para os brasileiros. Foi também homenageado com a comenda “Embaixador da Paz” pelo governo de Israel, durante evento diplomático que apresentou sistemas e tecnologias israelenses para convivência harmônica com a seca e combate à insegurança. Outra honraria foi a Condecoração Ordem de Rio Branco no grau de Grande Oficial. O título, entregue em solenidade no Palácio Itamaraty, é consequência do trabalho do parlamentar na área da Defesa Nacional, relatando projetos, destinando emendas e cumprindo missões que buscam o fortalecimento da segurança e o estreitamento de relações econômicas entre o Brasil e outros países.

 

  • Deputado Paulo Azi (2017)

Paulo Azi (DEM/BA), nascido em Salvador, é formado em Engenharia Civil e Administração de Empresas. Foi deputado estadual na Bahia por dois mandatos, de 2003 a 2011. Atualmente, está no seu segundo mandato de deputado federal, eleito pelo Democratas-DEM.

Na Câmara dos Deputados, membro titular da Comissão de Minas e Energia – CME,  membro suplente das Comissões de Finanças e Tributação - CFT e Defesa do Consumidor – CDC; membro titular do Conselho de Ética e da CPI dos Fundos de Pensão. Relator da PEC 304/17 (PEC das Vaquejadas). Em 2017 foi Presidente da Comissão Permanente de Turismo. Relator de Plenário do Projeto de Lei 2724/15 que modernizou a Lei Geral do Turismo e criou a Nova Embratur. 

Na Assembleia Legislativa, foi 1º secretário da Mesa Diretora (2013-2015); procurador parlamentar, 2011; PRESIDENTE da CPI da Telefonia (2013-2014); VICE-PRESIDENTE das Comissões: Constituição e Justica (2007-2008, 2011), Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos (2008), Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle (2009-2011); TITULAR das Comissões: Educação, Esportes e Serviço Público (2003-2004), Seca, dos Recursos Hídricos e da Irrigação (2003/mar.2005), Agricultura e Política Rural (2003-2005), Especial de Divisão Territorial (2003-2004), Proteção ao Meio Ambiente (mar./abr. 2007), Especial de Reforma do Regimento (2007), Constituição e Justiça (2008-2010), Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos (2008-2009), CPI para Apurar Irregularidades do Metrô de Salvador (2010) Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho (fev.-out.2011); Comissão Extraordinária para Discussão/Análise da Reforma Política (2011-2014). 

Como condecorações, recebeu o Troféu Imprensa da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia em 2012.

 

  • Deputado Herculano Passos (2016)

Empresário do setor gastronômico, Herculano Passos nasceu em 04 de agosto de 1956. Foi vereador e prefeito, por dois mandatos, da Estância Turística de Itu, no interior de São Paulo. Eleito pelo PSD, está em seu primeiro mandato de deputado federal.

O Turismo é a principal bandeira de trabalho de Herculano, que também é Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo no Congresso Nacional (FrenTur) e Coordenador da Bancada Paulista, que congrega os 70 deputados e os três senadores do Estado de São Paulo. É ainda membro da Comissão de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados.

Durante seus mandatos como chefe do executivo de Itu, Herculano presidiu a Associação das Prefeituras das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo (Aprecesp). À frente da Associação, promoveu programas de qualificação em turismo para prefeitos e gestores das Cidades Estâncias, capacitando cerca 500 pessoas. Colaborou ainda para a criação dos Municípios de Interesse Turístico no Estado de São Paulo (implementado efetivamente em 2015).

Na Câmara dos Deputados, além de presidir a FrenTur, Passos é diretor do Conselho Consultivo da Frente Parlamentar pela Qualidade da Hotelaria Brasileira; membro da Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos de Azar, na qual defende a legalização dos cassinos para fomentar o turismo; e membro da Comissão Especial do ECAD, na qual defende o fim da cobrança de direitos autorais sobre a programação de rádios e televisores em quartos de hotéis.

Em 2015, Herculano Passos recebeu nos Estados Unidos, o Prêmio Latin American Marketing Personality Awards 2015, pela excelência dos serviços prestados ao setor do turismo no Brasil. Na ocasião, o parlamentar também foi um dos conferencistas no Trade Fórum, no qual defendeu o fim da exigência do visto de turista para estrangeiros entrarem no Brasil.

O novo presidente da Comissão de Turismo figura ainda na lista dos "50 Mais Poderosos do Turismo Brasileiro" da Revista Panrotas, uma das mais importantes publicações do segmento no país.

  • Deputado Alex Manente (2015)

Alex Manente nasceu em São Bernardo do Campo em 22 de agosto de 1979. É nessa cidade que ainda reside e que começou sua vida política, inclinação herdada do pai, Otávio Manente, que foi vereador e secretário de Obras do município.

Aos 18 anos, filiou-se ao Partido Popular Socialista (PPS)e, um ano depois, assumiu a presidência da Juventude do PPS em São Bernardo do Campo. A partir daí começou a trabalhar para fortalecer o partido na região e acabou se aproximando das comunidades.

Com a faculdade de Direito concluída e o desejo de fazer mais pelo município, candidatou-se a vereador, aos 25 anos.Entrou para a história da política regional, ao ser o mais votado da região do ABC, com 12.507 votos, número ainda recorde na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo.

Como vereador, Alex Manente trabalhou para melhorar os serviços de água e esgoto da cidade e chegou a apresentar projeto de lei obrigando empresas gerenciadoras desse serviço a instalarem eliminadores de ar nos hidrômetros.

As inúmeras demandas sociais do município, a baixa capacidade de investimento municipal e a falta de uma ligação mais forte com o Governo do Estado, que detém uma arrecadação maior, levaram Alex Manente à candidatura para deputado estadual, em 2006, aos 27 anos. Mesmo sem contar com grande estrutura, mas com imenso apoio da comunidade, foi eleito, com 60.571 votos, número bastante expressivo para uma trajetória até então de dois anos na política. Tornou-se, assim, um dos mais jovens deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Graças à sua iniciativa como deputado estadual foi criada a Frente Parlamentar da Billings. A represa,localizada em São Bernardo do Campo,representa mais de 50% da área de proteção ambiental da cidade e não tinha, na época, uma lei específica e regulamentada. A atuação de Alex Manente foi fundamental para que essa lei fosse aprovada, em 2009.

Presidiu a Comissão de Defesa e Direito do Consumidor, onde negociou a ampliação das centrais da Eletropaulo, reforçou as cobranças à Sabesp e desenvolveu a Cartilha da Telefonia, para orientação aos usuários.

Com o desafio de estreitar a relação entre empregado e empregador, assumiu a Comissão de Relações do Trabalho, e atuou na Comissão de Serviços e Obras Públicas.

É autor de vários projetos de lei, como o que propõe transporte intermunicipal gratuito para idosos; outro que propõe uma alimentação mais saudável nas escolas públicas infantis; o que agiliza consultas médicas e exames diagnósticos, entre outros.

Continua sendo um dos parlamentares mais jovens e é líder da bancada do PPS na Assembleia. Seu conhecimento e atuação política ajudam a estruturar programas sociais, impulsionam o desenvolvimento de obras de infraestrutura e possibilitam maior investimento das prefeituras na área da saúde. Mas o que faz com que Alex Manente se destaque dos demais deputados estaduais é a proximidade que tem com comunidades da região do ABC e de outras cidades do Interior. Ele defende que um político, antes de tudo, deve ser um facilitador, ou seja, deve atuar para tentar resolver os problemas das pessoas.

Em maio de 2013, Alex Manente lançou e encabeça o movimento “16 Já”, que objetiva reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos. Ele é casado e pai de duas filhas.

 

  • Deputado Renato Molling (2014)

Renato Molling (PP) está no segundo mandato de deputado federal. Já foi prefeito de Sapiranga/RS por oito anos. No Congresso tem como principal bandeira a defesa do desenvolvimento da indústria brasileira e da geração de emprego e renda. Desde 2007 atua como titular na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio e preside a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Coureiro-Calçadista e Moveleiro. É vice-líder do Partido Progressista na Câmara, presidente do Grupo de Amizade Brasil-Alemanha e vice-presidente da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul.

Nas eleições 2010, recebeu o apoio de 104.175 votos, tornando-se o 16º parlamentar mais votado na Bancada Gaúcha. Em relação a 2006, Molling teve um crescimento de 50%. Na eleição de 2006, fez 69 mil votos.

O pleito eleitoral de 2010 mostrou que Renato tornou-se um nome conhecido em todo o Rio Grande do Sul, com votos em 408 municípios gaúchos. Molling foi lembrado por eleitores de todas as regiões, sem deixar de manter o Vale dos Sinos como sua base de votação.

Neste mandato, Renato Molling tem como bandeiras a aprovação de sua proposta de emenda constitucional que prevê a unificação das eleições, mandato de cinco anos e o fim da reeleição. Outras bandeiras serão a reforma tributária, a continuidade da luta pelo fim do fator previdenciário e a defesa dos setores produtivos em Brasília, sem deixar de atender os municípios, independentemente de partidos.

A história de vida de Renato Delmar Molling, 50 anos, é marcada pela superação. Filho de pequenos agricultores no interior de Dois Irmãos, hoje Santa Maria do Herval, Renato venceu pelo esforço. Trabalhou na roça, foi seminarista e formou-se em Filosofia, professor, industriário e bancário antes de entrar na vida pública.

Prefeito de Sapiranga por dois mandatos (1997-2004), recebeu o Trofeu Expressão Política RS 2000, o Prêmio Prefeito Empreendedor, do Sebrae, e Gestor Público, do Sindicado dos Auditores Fiscais do Rio Grande do Sul (Sindaf) em 2003.

Na Câmara, se destacou ao criar a Frente Parlamentar em Defesa dos Setores Calçadista e Moveleiro já nos primeiros meses de mandato. Entre as principais conquistas da frente liderada por Molling destacam-se a taxação do calçado chinês em US$ 13,85 e a redução para 5% do IPI para móveis, chapas e compensados. Essas medidas garantiram a sobrevivência das empresas e a geração de milhares de empregos em todo o Brasil, em especial no Rio Grande do Sul.

Renato Molling é casado com a pedagoga Corinha, hoje prefeita de Sapiranga, com quem tem dois filhos: Vinícius e Larissa.

 

  • Deputado Valadares Filho (a partir de agosto de 2013)

Natural de Aracaju-SE, Valadares Filho, 33 anos, está em seu segundo mandato parlamentar. Filho do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), o jovem sergipano seguiu os passos do pai. Começou sua trajetória política como militante na ala jovem do PSB de Sergipe. Em 2003, aos 23 anos, presidiu o Diretório Municipal de Aracaju; em 2006, Valadares Filho foi eleito a Deputado Federal pela primeira vez, tornando-se um dos parlamentares mais jovens do Congresso Nacional.

Desde seu primeiro mandato, Valadares Filho atua como membro da Comissão de Turismo e Desporto, onde, por dois mandatos, ocupou a vice-presidência. Durante esse período, Valadares Filho trabalhou com afinco para consolidar e aprimorar as políticas públicas que promovem o desenvolvimento da prática esportiva como ferramenta de promoção da inclusão social dos jovens brasileiros, sem deixar de lado o debate para fomentar o turismo no Brasil.

Seu trabalho na Comissão de Turismo e Desporto está sendo marcado por uma atuação firme no acompanhamento e fiscalização das atividades de preparação do Brasil para sediar os megaeventos esportivos - Copa das Confederações em 2013, Copa do Mundo em 2014 e Olímpiadas em 2016.

Além da Comissão de Turismo e Desporto, Valadares Filho foi membro das Comissões de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; Ciência e Tecnologia; Comunicação e Informática; Direito do Consumidor e Desenvolvimento Urbano.

Sempre preocupado com a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros, especialmente, dos jovens e dos idosos, Valadares Filho tem apresentado diversas proposições visando à criação de mecanismos legais para assegurar políticas públicas para esses segmentos sociais.

 

  • Deputado Romário (até agosto de 2013)

Natural da comuniade de Jacarezinho, no Rio de Janeiro, o deputado Romário de Souza Faria, 47 anos, está em seu primeiro mandato parlamentar. Foi eleito pelo PSB, em 2010, com 146.859 votos. De origem humilde, Romário é filho de Edevair de Souza Faria e Manuela Landislau Faria.

Em sua curta trajetória política, Romário ganhou a confiança e o apoio de seus pares ao ser eleito presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, em março de 2013, depois de ter sido vice-presidente da mesma Comissão, em 2011. Suplente da Comissão de Educação e Cultura e Vice-presidente da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência, o deputado também foi Diretor de Assuntos Esportivos e Acessibilidade da Frente Parlamentar da Atividade Física.

Prestigiado como um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, Romário conquistou o campeonato mundial de 1994, nos Estados Unidos, quando a Seleção Brasileira chegou ao tetracampeonato.

Artilheiro por excelência, foi o segundo brasileiro a superar a marca dos mil gols. Em 2007 chegou aos 1002 tentos assinalados, coroando uma carreira que o colocou, em 2000, como um dos cinco maiores jogadores da história, segundo a FIFA.

No mesmo ano, foi eleito melhor jogador das Américas pela revista uruguaia El País e ganhou a Bola de Ouro da revista Placar, como melhor jogador do Campeonato Brasileiro. Foi com esse perfil de "jogador decisivo" que Romário construiu sua campanha política.
Ao chegar à Câmara dos Deputados, o deputado abraçou a causa do esporte como instrumento de apoio à educação, à qualidade de vida e à formação do caráter dos jovens.

Seu trabalho parlamentar volta-se, também, para o alto rendimento. Nesse aspecto, ele se destaca como atuante defensor da transparência dos órgãos gestores, principalmente os beneficiados com recursos públicos.

 

  • Deputado José Rocha (2012)

Iniciou sua vida político partidária ainda na juventude em Coribe, como presidente do Diretório Municipal da Arena de 1970 a 1975 e em 1978 foi eleito deputado Estadual, exercendo quatro mandatos consecutivos até 1995 tendo, neste período, participado da Assembleia Estadual Constituinte da qual foi relator substituto.

Elegeu-se deputado federal em 1994, exercendo cinco mandatos consecutivos no Congresso Nacional. Em 34 anos de vida parlamentar, José Rocha obteve um invejável currículo na defesa dos interesses maiores do estado da Bahia e do Brasil, exercendo destacadas missões parlamentares de âmbito nacional e internacional e representando o país em projetos, programas e missões de grande interesse econômico, político e social.

Sua ligação com o Esporte e o Turismo vem de muitos anos tendo, inclusive, presidido o Esporte Clube Vitória (ECV) de Salvador, de 1983 a 1986, período em que exerceu uma gestão histórica para o clube com a construção do estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador. Atualmente é presidente do Conselho Deliberativo do Vitória que foi o primeiro clube social nacional a ser fundado em 1899 apenas por brasileiros e um dos primeiros clubes do Brasil a praticar o futebol.

A eleição para a Presidência da Comissão de Turismo e Desporto reforçou o seu compromisso com os dois setores, notadamente com o sucesso dos eventos esportivos que terão o Brasil como sede nos próximos anos e em especial a Copa de 2014. Este compromisso passa pelas medidas de segurança a serem adotadas durante a realização da Copa e os ganhos econômicos para o Brasil, além dos reflexos para o turismo no país com a realização do evento, bem como a defesa da autonomia do país nas negociações com a FIFA.

 

  • Deputado Jonas Donizette (2011)

 

O deputado federal Jonas Donizette (PSB) exerce o seu primeiro mandato na Câmara, mas tem uma larga experiência na política. Na Assembleia Legislativa de SP foi vice-líder de governo (2009-2010) e duas vezes líder da bancada do PSB na Assembleia Legislativa de SP (2005-2006 e 2008-2009). Atualmente é vice-presidente do PSB de São Paulo.

Eleito Presidente da Comissão de Turismo e Desporto este ano, Jonas Donizette exerceu por 3 vezes mandato de vereador em Campinas (1992, 1996 e 2000) como mais jovem em sua primeira legislatura e o mais votado nas duas seguintes, com aproximadamente 20 mil votos cada. Por duas vezes se elegeu deputado estadual (2002 e 2006).

Em 2010 foi eleito deputado federal com 162 mil votos (a maior votação da região de Campinas e uma das maiores do Estado de S. Paulo).

É idealizador da lei do IPVA de São Paulo (13.032/2008), que devolve aos contribuintes paulistas o dinheiro desse imposto, quando o carro é roubado ou furtado - Alesp. Autor da Lei de Arborização Urbana (13.580/2009) e da Lei que instituiu o teste da orelhinha em São Paulo (12.522/2007).

Natural de Monte Belo (MG), Donizette , que é radialista, mora desde 1969 em Campinas. É casado com Sandra Ciocci e pai de duas filhas.

 

  • Deputada Professora Raquel Teixeira (2010)

A professora Raquel Teixeira, mestre pela Universidade de Brasília e pela Universidade da Califórnia (EUA), formada em letras e pós-doutorada em língua e cultura pela Escola de Altos Estudos de Paris, é mestre e doutora em Linguística. Professora por vocação, política por decisão, foi eleita deputada federal, pelo PSDB de Goiás, em 2002, e reeleita em 2006 para um segundo mandato.

Docente titular da Universidade Federal de Goiás, onde foi, entre 1989 e 1994, vice-diretora e diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras, a professora Raquel Teixeira foi, ainda, Pró-Reitora de Assuntos Internacionais da UFG e candidata a reitoria da Universidade.

Acumulou, ao longo de sua vida como profissional, responsabilidades inúmeras na área onde é especialista internacionalmente reconhecida. Foi vice-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Letras e Linguística (Anpoll) e atuou como consultora ad hoc na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Em 1998 sua vida acadêmia começou a mudar. Com a eleição de Marconi Perillo para o governo de Goiás, a professora Raquel Teixeira foi cooptada para coordenar o Plano de Educação do Programa de Governo. Aceitou o desafio, venceu-o e acabou sendo nomeada secretária e Educação na primeira gestão de Perillo.
Secretária de Educação, promoveu, em parceria com professores e funcionários do Estado, uma transformação radical na área. Ajudou a criar e a expandir a Universidade do Estado, a Bolsa Universitária, implantou o projeto de Licenciatura Plena Parcelada, qualificando os professores da rede pública, investiu em programas de qualidade e aprendizagem dos alunos e acabou com as filas para matrícula na Rede Estadual de Ensino. Além de ter criado o programa "Paz é a Gente que Faz" e o "Programa Solidário Escola".

Eleita com a singularidade de ter recebido votos em todas as regiões de Goiás, a professora Raquel Teixeira licenciou-se do mandato parlamentar e entre 2005 e 2006 e retornou ao Executivo estadual. Assumiu a Secretaria de Ciência e Tecnologia, quando garantiu a destinação de 3% do orçamento do Estado para Educação Superior, Ciência e Tecnologia e implantou Telecentros em todo o território goiano.

Uma das maiores vitórias pessoais da professora Raquel Teixeira como administradora pública foi a criação da Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (Fapeg). Um indiscutível avanço obtido em conjunto com todo o movimento científico goiano, liderado pela SBPCV-GO, Adufg e outras entidades.

Na Câmara dos Deputados, a professora Raquel Teixeira atuou como membro da Comissão de Educação, da Comissão de Ciência e Tecnologia e do Conselho de Altos Estudos. Como integrante da Frente Parlamentar da Informática assumiu a tarefa de definir um Plano Nacional de Qualificação Profissional na área de Tecnologia da Informação.

Espírita convicta, a professora Raquel Teixeira optou, na qualidade de parlamentar, por realizar um trabalho voltado para agregar valores, buscar a sinergia entre os opostos, a fim de encaminhar, de maneira pragmática, soluções capazes de aprimorar a democracia e oferecer ao conjunto da sociedade melhores condições de vida.

Em seus dois mandatos de deputada federal, criou um acervo de projetos de lei, entre os quais destacam-se o da regulamentação da atividade profissional do psicopedagogo; para tornar obrigatória a contratação de um educador assistente para cada professor de educação infantil; pela criação do Fundo Nacional de Assistência ao Estudante de Nível Superior (Capes), com recursos destinados aos estudantes de baixa renda das instituições públicas de ensino superior.

Em 2009, entregou-se ao bom combate de aprovar uma Lei de Responsabilidade Educacional, nos moldes da Lei de Responsabilidade de Fiscal, para promover a qualidade da educação e estabelecer metas para o setor, vinculando a aplicação de verbas aos resultados.

Por decisão do líder do PSDB na Câmara, deputado João Almeida (PSDB-BA), a professora Raquel Teixeira tornou-se, em 2010, presidente da Comissão de Turismo e Desporto. E no primeiro semestre do ano empenhou-se em promover audiências públicas com os ministros do Esporte, do Turismo e das Cidades e com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, a fim de identificar as necessidades do Brasil para organizar, com sucesso e economicidade, a Copa do Mundo de 2014.

Em relação, especificamente, ao turismo, a professora Raquel Teixeira dedicou, entre março e junho, esforços para garantir a aprovação, pela Câmara, de projetos fundamentais para o setor. Como o que aumentou a participação do capital estrangeiro de 20% para 49% nas companhias aéreas brasileiras e o que regulamenta a atividade dos agentes de viagem. Não satisfeita, ambiciona ver aprovada, ainda este ano, medida legislativa conferindo status de atividade exportadora à indústria brasileira do turismo.

 

  • Deputado Afonso Hamm (2009)

Deputado Federal (PP/RS), Presidente da Comissão de Turismo Engenheiro Agrônomo, Produtor rural, Fruticultor e Ex-jogador de Futebol.

Natural da região da campanha do Rio Grande do Sul, em seu primeiro mandato como deputado federal titular, Afonso Hamm acumula experiências em diferentes frentes de trabalho e nos principais temas de debates da política nacional.

Hamm começou sua vida política como Vereador e Secretário Municipal de Agricultura do município. Foi designado assessor especial do Ministério da Agricultura na gestão do Ministro Pratini de Moraes. Neste período, coordenou o Programa Nacional de Fruticultura.

Presidente do Comitê de Fruticultura da Metade Sul do RS, durante nove anos. Foi Coordenador Estadual do PROFRUTA/RS e Diretor Administrativo da EMATER/RS.

Ingressou no Partido Progressista em 1995. Atualmente é vice-presidente do PP no RS e presidente do partido em Bagé.

Deputado Federal Suplente de setembro de 2005 a março de 2006.

Em fevereiro de 2007, assumiu novo mandato como deputado federal titular. Durante o mandato lançou a Frente Parlamentar da Fruticultura. Ainda coordenou a Bancada Gaúcha no Congresso Nacional.

Em 2008, Hamm foi vice-presidente da Comissão da Agricultura, Pecuária, Abastecimento, Desenvolvimento Rural e Cooperativismo. Em 2009, assumiu a presidência da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados.

Afonso Hamm é presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Fruticultura Brasileira; é vice-presidente da Frente Parlamentar Mista do Carvão Mineral, conselheiro fiscal na Frente Parlamentar da Saúde; vice-presidente do Agronegócio do Grupo Parlamentar Brasil - União Européia.

A ligação com a área de turismo e desporto é forte. Hamm foi jogador profissional de futebol, na década de 80. Quando cursava Agronomia na Universidade Federal de Pelotas dividia os estudos com o futebol profissional. Jogou no Grêmio Esportivo Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Afonso Hamm tem orgulho de ter sido treinado pelos técnicos: Paulo de Souza Lobo (Galego) e Luís Felipe Scolari (Felipão), em 1983. Ainda atuou como jogador profissional no Grêmio Esportivo Bagé. Um dos títulos conquistados pelo esportista foi - Campeão Brasileiro na Seleção Gaúcha de Juniores em 1983, quando jogava pelo Xavante.

 

  • Deputado Albano Franco (2008)

 

O deputado Albano Franco (PSDB/SE) exerce seu primeiro mandato na Câmara Federal, mas está na vida política desde 1967, quando se elegeu deputado estadual pela primeira vez. Governou Sergipe por dois mandatos, entre 1995 e 2003 e atuou como senador constituinte, reeleito para um segundo mandato até 1995.

É bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Sergipe e presidiu a Federação de Indústrias de Sergipe, a Confederação Nacional da Indústria, por 14 anos, bem como o Conselho Nacional do Senai.

Albano Franco participou, também, de inúmeras missões do Brasil no exterior, incluindo viagens presidenciais e a participação na 39ª Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU), em 1984. São incontáveis as condecorações que já recebeu em sua vida pública.

 

  • Deputada Lídice da Mata (2007)

 

Natural da cidade de Cachoeira (BA), Lídice da Mata começou na política como líder estudandil, quando cursava economia na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Bahia. Em 1982, foi eleita vereadora de Salvador, liderando as bancadas do PMDB e do PCdoB na Câmara Municipal. Em 1986, elegeu-se deputada federal, participando da Assembléia Nacional Constituinte. No ano de 1990, concorreu ao governo do Estado da Bahia, numa chapa integralmente feminina e socialista. Mas foi em 1993 que conseguiu se eleger a primeira e única prefeita de Salvador.

Dois anos depois de deixar a Prefeitura de Salvador, foi a candidata a deputada estadual mais votada em Salvador. Em 2002, se reelegeu com a terceira colocação. Na Assembléia Legislativa, onde exerceu por duas vezes - 2000 e 2005 - o cargo de líder da Bancada de Oposição, sempre colocou seus mandados em defesa, sobretudo, das mulheres, das crianças, dos adolescentes e dos jovens.

Em 2006 foi novamente eleita deputada federal, sendo a candidata mais votada em Salvador e a quinta colocada no estado.

Lídice, que atualmente preside o PSB da Bahia, foi fundadora do Instituto Pensar e consultora do Projeto Axé, programa responsável pela educação e assistência a meninos de rua. Como prefeita de Salvador promoveu políticas sociais inovadoras e educativas, através de inúmeros projetos, como o premiado nacional e internacionalmente e um dos mais bem sucedidos programas de assistência a crianças e jovens, o "Projeto Cidade Mãe".

Ainda como prefeita, Lídice promoveu a participação da Prefeitura de Salvador como signatária da carta de fundação do CIDEU - Centro Ibero Americano de Desenvolvimento Estratégico Urbano -, voltado para a prática de novas formas de realização do planejamento urbano das grandes cidades. Mapeou e apoiou os "sítios" históricos e devocionais.

 

  • Deputado Asdrubal Bentes (2006)

 

Advogado, Servidor Público e atua na política nacional desde 1983, quando assumiu a Prefeitura de Salinópolis/PA. Na Assembléia Nacional Constituinte, de 1987 a 1991, Bentes foi Primeiro Vice-Presidente e membro atuante da Comissão da Organização Eleitoral, Partidária e Garantia das Instituições. No âmbito partidário, é atualmente Vice-Líder do PMDB.

Professor de latim, procurador do Tribunal de Contas e superintendente do Incra no Pará, o Deputado Asdrubal Bentes chegou à Câmara dos Deputados levando, como principal bandeira, a defesa do desenvolvimento do Pará e a busca do bem-estar dos cidadãos do seu Estado, em especial da população agrária. No esporte, Bentes vem atuando positivamente desde a década de sessenta, tendo sido Presidente da Federação Paraense de Basquetebol e Presidente do Paysandu Sport Club.

Em projetos de sua autoria, Bentes preocupa-se com as questões relativas à gestão de florestas públicas para produção sustentável, à criação de Áreas de Proteção Ambiental, à renovação da frota do modal rodoviário e à criação de novas modalidades de carreiras profissionais, dentre outros assuntos. Por princípio, o Deputado Asdrubal Bentes mantém-se atento à todas as áreas que possam trazer benefícios aos brasileiros.

 

  • Deputado Antonio Cambraia (2005)

 

Além de economista, professor universitário e administrador público, o Deputado Antonio Cambraia trouxe com ele a experiência de ter sido Prefeito da cidade de Fortaleza e Secretário de Turismo do Estado do Ceará. A comprovada experiência do Deputado em política e administração pública foi reconhecida em diversas ocasiões. Foi eleito para a prefeitura de Fortaleza em 1993, para Deputado Federal em 1999 e 2003. Na área do turismo, Cambraia foi escolhido para ser o Secretário de Turismo do Ceará em duas ocasiões distintas e acumulou profundo conhecimento em relação aos assuntos deste importante seguimento da economia nacional.

No âmbito do Congresso Nacional, o Deputado Antônio Cambraia mostra-se como um parlamentar extremamente atuante, atento, ético e respeitado pelos seus pares. Além da Presidência da Comissão de Minas e Energia e da Comissão Mista da Crise Energética, o Deputado Cambraia fez parte da mesa da Comissão de Finanças e Tributação e participou da Comissão da Reforma Tributária.

Em missões oficiais, Cambraia representou o Estado do Ceará no Intercâmbio Cultural e Divulgação do Turismo, no III Encontro Nantes Ecopolis, realizado na França, e na Feira Internacional de Turismo, em Madri/Espanha. Como parlamentar, Cambraia participou da Quinta Conferência Interparlamentar de Minas e Energia para a América &mdash CIME 2001 e do IV Diálogo Parlamentar Europa-América Latina, em Santiago/Chile.

A presidência da Comissão de Turismo e Desporto em 2005 vem, portanto, coroar o positivo andamento da atuação parlamentar e de administrador público do Deputado Antônio Cambraia.

 

  •  Deputado José Militão (2004)

 

Em março de 2004, foi eleito para Presidente da Comissão de Turismo e Desporto o Deputado José Militão (PTB/MG).

Formado em Direito, Militão vem cumprindo mandatos eletivos desde 1989 em Minas Gerais. Na Câmara dos Deputados, o Parlamentar mineiro assumiu o seu primeiro mandato em 1999 e, desde lá, vem cumprindo uma extensa agenda de trabalho profícuo.

Além da experiência de ter sido Secretário de Estado e Diretor da Receita Estadual da Secretaria da Fazenda, o Deputado Militão foi membro, na Câmara dos Deputados, das Comissões de Ciência e Tecnologia e de Economia, Indústria e Comércio.

  • Deputado Josué Bengston (2003)

 

O Deputado Josué Bengtson (PTB/PA) foi o primeiro Presidente eleito pelos membros da Comissão de Turismo e Desporto, criada em julho de 2003.

Deputado Federal desde 1999, Bengtson acumula profundo conhecimento sobre o trabalho realizado no âmbito das comissões da Câmara dos Deputados, podendo, portanto, conduzir com eficácia os primeiros passos da CTD, criada para elaborar regulamentações em prol da promoção e desenvolvimento dos segmentos do turismo e do desporto nacional.

Teólogo por formação, Bengtson possui vários títulos de condecoração e, em sua atuação parlamentar, podemos encontrar o perfil de um Deputado Federal engajado e laborioso. Nas comissões técnicas da Casa, o Deputado Paraense vivenciou a experiência de ter sido escolhido para a terceira vice-presidência da Comissão de Agricultura e Política Rural e, em 1999, foi Presidente da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional.