08/02/2019 11h29

Gastos do governo com publicidade poderão ser investigados por CPI na Câmara

O pedido de criação de uma CPI sobre o assunto foi protocolado pela deputada Caroline de Toni (PSL-SC). Saiba os detalhes no áudio completo da entrevista

Os gastos do governo com publicidade poderão ser alvo de investigação de uma comissão parlamentar de inquérito nesta nova legislatura. A deputada Caroline de Toni (PSL-SC) protocolou, na Secretaria Geral da Câmara, pedido de criação de uma CPI para apurar os gastos do governo federal com publicidade estatal nos últimos anos.

Essa é a terceira comissão investigativa proposta pelos deputados nesta semana. O primeiro pedido foi para investigar o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais. O segundo pretende auditar financiamentos concedidos pelo BNDES para empresas brasileiras com atuação no exterior, entre 2003 e 2015.

A deputada Caroline de Toni falou sobre a criação da CPI em entrevista ao Painel Eletrônico. Segundo ela, o objetivo é saber quanto e onde o dinheiro público foi investido e que tipo de propaganda é feita. A deputada afirma que, entre 2000 e 2014, o governo federal gastou R$ 23 bilhões com compra de mídia em TVs, jornais, sites, revistas e portais. Para Caroline de Toni, o dinheiro com publicidade estatal deve ser contido, usado com sabedoria e para informar e não para fazer propaganda enganosa. A parlamentar catarinense afirmou, ainda, que pretende ouvir representantes das emissoras e sites e espera que o resultado da CPI ajude o governo a economizar na área.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche