03/09/2018 13h14

CNJ lança portal para monitorar combate à violência contra a mulher

Para falar sobre a iniciativa, o Painel Eletrônico convidou a juíza Andremara dos Santos, auxiliar da Presidência do CNJ. Ouça a entrevista completa

O Conselho Nacional de Justiça lançou recentemente site para monitorar o combate à violência contra a mulher. O sistema digital vai utilizar dados do Poder Judiciário relativos aos processos judiciais de violência doméstica e familiar.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou a juíza Andremara dos Santos, auxiliar da Presidência do CNJ. Segundo ela, a iniciativa é mais um esforço do Judiciário para reduzir a violência contra a mulher.

Segundo levantamento do Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ, mais de 1,263 milhão de processos dessa natureza tramitavam na Justiça dos estados até o final do ano passado. Desse total, quase 390 mil eram novos casos. Um número 16% maior comparado a 2016. A juíza explicou que, agora, com o portal de monitoramento da Política de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, o Poder Judiciário terá um retrato mais atualizado dos processos e poderá agilizar os julgamentos, cuja demora, muitas vezes, acaba em impunidade.

Ouça a íntegra da entrevista.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche