27/08/2018 11h08

Mais de 30 mil pacientes esperam por um transplante de órgão no Brasil

Paulo Pêgo Fernandes, presidente da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (Abto) – que realizou o levantamento –, falou sobre esses e outros dados em entrevista ao Painel Eletrônico

Quase 33 mil pessoas estão à espera de um transplante de órgãos no Brasil. A maioria aguarda pela doação de um rim. Os dados foram divulgados, recentemente, pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (Abto).

Para repercutir esse levantamento, feito entre janeiro e junho de 2018, o Painel Eletrônico entrevistou o presidente da Abto, Paulo Pêgo Fernandes.

Segundo o levantamento, o Brasil é o segundo no mundo em número de transplantes realizados, perdendo apenas para os Estados Unidos. Nosso país fez 27 mil transplantes, graças à melhoria dos medicamentos e ao aumento da captação, mas ainda faltam doadores. A recusa das famílias é o principal obstáculo para o aumento dos transplantes de órgãos no país. Segundo a Abto, no Brasil, 43% dos parentes não autorizam o procedimento, enquanto a média mundial está em torno de 23%.

Paulo Fernandes acredita que campanhas educativas podem mudar essa realidade e ajudar as quase 33 mil pessoas que estão à espera de um transplante de órgãos no Brasil. De todo modo, Fernandes comemora o fato de o Brasil ter, hoje, o maior sistema público de transplantes do mundo, no qual cerca de 87% dos transplantes de órgãos são feitos com recursos públicos.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche