Conselho de Ética aprova parecer preliminar processo contra Dep. Luiz Argôlo

03/06/2014 17h40

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar aprovou, nesta terça-feira (03), pela unanimidade de 11 (onze) votos, o Parecer Preliminar do Deputado Marcos Rogério (PDT/RO), pela admissibilidade da Representação nº 26/14, apresentada pelo PSOL (Processo nº 14/14), em desfavor do Deputado Luiz Argôlo (SD/BA).

Uma vez notificado, Argôlo terá o prazo de dez dias úteis para apresentar sua defesa, indicando provas e podendo arrolar até oito testemunhas. O parlamentar é acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso na operação Lava Jato.

Ações do documento