Página Inicial Notícias Patrick Lopes no 2.º mandato – PAN faz apelo aos membros do CSI

Patrick Lopes no 2.º mandato – PAN faz apelo aos membros do CSI

O magistrado Jesuley Patrick Lopes assume, pela segunda vez consecutiva, a presidência do Conselho Superior de Imprensa. Ontem, aquando da sua alocução após a tomada de posse, Parick salientou, entre outros aspectos, que:

«É da responsabilidade do Conselho Superior de Imprensa contribuir para a afirmação e desenvolvimento do sector da comunicação social, no quadro do aprofundamento da democracia e da estratégia da modernização da comunicação social, em S. Tomé e Príncipe, reverenciando os profissionais da comunicação social, que perfilham o rigor, a transparência, a objetividade e a responsabilidade, no tratamento das informações, nos órgãos da comunicação social.

Orientaremos as nossas audio-visualizações, respeitando os princípios constitucionais e legais que dominam o funcionamento do Conselho Superior de Imprensa, com muita humildade e com muito bom senso.»

Depois de ter conferido posse ao novo órgão, o Presidente da Assembleia Nacional lançou um repto aos empossados: «Que dêem o vosso melhor para que a liberdade de imprensa se consolide cada vez mais em São Tomé e Príncipe, por forma a que possamos atingir um patamar que nos coloque numa posição mais confortável quer no plano interno como externo, não obstante possuirmos hoje uma comunicação social livre e independente em comparação com alguns países vizinhos da nossa região.»

José Diogo disse ainda que, para além dos instrumentos jurídicos legais, há que se dar preeminência aos meios materiais e melhorias das condições laborais. «Só assim conseguiremos de facto mitigar e quiçá, eliminar os constrangimentos que põem em causa o bom funcionamento deste órgão de extrema importância para qualquer sociedade.

De igual modo, apelo a todos os agentes da comunicação social que possam agir com base nos princípios da ética e deontologia profissional, que façam bem os seus trabalhos, evitando deste modo querelas desnecessárias que em nada contribui para a nossa democracia.»

De salientar que o Conselho Superior de Imprensa, alta autoridade para a promoção da liberdade de imprensa, do pluralismo e da independência da comunicação social, é um órgão independente e funciona junto da Assembleia Nacional.  

Espírito Santo