Página Inicial Notícias Greve dos professores e educadores evocada no Parlamento

Greve dos professores e educadores evocada no Parlamento

O período Antes da Ordem do Dia do recente Plenário foi marcado por várias intervenções à volta da greve dos Professores e Educadores de S. Tomé e Príncipe, que vem sendo observada pelo Sindicato dos Professores e Educadores de S. Tomé e Príncipe: As bancadas da oposição evocam a falta de diálogo e exortam as partes a se sentarem à mesa para negociações, enquanto a bancada que sustenta o Governo considera que tem havido a instrumentalização da greve, por parte do MLSTP/PSD.

A greve, decretada pelo SINPRESTEP, e cujo início teve lugar na terça-feira, 26 de Janeiro, tem como pomo de discórdia a reivindicação de um aumento do salário de base, na ordem dos 50%.

Entretanto, o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, que acabou de regressar de Rabat, no termo de uma visita oficial e de trabalho ao Reino de Marrocos, anunciou, em declarações à imprensa, o reinício das negociações com o Sindicato dos Professores para esta segunda-feira, 1 de Fevereiro.

Espírito Santo