Página Inicial Notícias Declarações políticas marcam abertura da VIII Sessão Legislativa

Declarações políticas marcam abertura da VIII Sessão Legislativa

A Bancada Parlamentar do PCD, pela voz da Deputada Edite Camblé, quer que o Governo do Primeiro-ministro, Gabriel Costa, «continue os esforços na infra-estruturação do país e que de uma forma global dinamize a economia nacional, em especial o turismo.»

 E isso, numa altura em que, saliente-se, ao nível mundial, S. Tomé e Príncipe tornou-se uma importante referência na vertente do turismo.

A mesma Bancada realça ter recebido com agrado a notícia relativamente à «finalização do processo para o início das obras do Hospital de referência, que irá contribuir significativamente para a melhoria da saúde das populações.»

O PCD aproveitou a ocasião, tendo reafirmado a «sua firme convicção e vontade na participação da implementação das conclusões e recomendações do Diálogo Nacional, sempre no estrito cumprimento das regras do Estado de Direito Democrático, da Constituição e das demais leis da República.»

O Presidente do MLSTP/PSD, em representação da Bancada, enalteceu a realização do Diálogo Nacional, por um lado, e referiu-se à herança que coube ao actual Governo e o tempo que ainda lhe resta, por outro: «Apesar de nos encontrarmos a escassos meses de umas eleições legislativas e autárquicas, julgo que o governo ainda vai a tempo de iniciar as transformações estruturais necessárias para um desenvolvimento sustentável do País, em todos os níveis, político, institucional; recuperação da credibilidade e da capacidade de crescimento económico, criando as condições para a revitalização da nossa estrutura produtiva; processo de transformação do Estado facilitador da vida das pessoas. Julgo que esta acção deve ser acarinhada por todos os Deputados da nação.

 

 

 

O Deputado Jorge Amado elencou uma série de acções que a sua Bancada quer ver concretizadas por parte do Governo, nomeadamente «a renovação do parque automóvel dos táxis, crédito aos pequenos agricultores, pescadores e palaiês e ao empreendedorismo juvenil, o regular abastecimento de medicamentos e reagentes no sistema de Saúde, lançamento da primeira pedra para a construção do Porto de Águas Profundas, do projecto de alargamento da cidade capital e a reabilitação e calafetação do troço que liga a capital à Praia Gamboa, bem como a pavimentação do aeroporto», dentre outras.

Enquanto isso a Bancada Parlamentar do ADI (oposição) caracterizou o actual Governo de ‘incipiente vazio e incompetente.’

«Há 4 meses atrás, a quando da discussão do OGE, os partidos da Tróica, fizeram o país parar um mês, suspendendo os trabalhos, com desculpas (…) de que o Governo se esqueceu de introduzir nos documentos os grandes projectos como: ajuda aos motoqueiros, às palaiês, às mães carenciadas, aos jovens, aos taxistas, etc, e todo esse tempo, nada, naaaada, zero, já entramos no segundo trimestre, nem  luz ao fundo do túnel. Pelo contrário, o saque ao estado continua desenfreadamente, principalmente agora  que restam muito pouco tempo de vida desse governo, é salve-se quem puder, ou saque aquele que puder mais. Toda cúpula do Estado é só viagem, não importa se vão todos ao mesmo tempo. Nos ministérios toda viagem é para os ministros, mesmo aquelas que pertencem aos técnicos, aos quadros, nada, cada centavo é para ser amealhado, é como se diz na gíria ‘É pá cume toda boca’»

As críticas do ADI, por intermédio do Deputado Levy Nazaré, são extensivas à privatização dos transportes terrestres e ficou  o desmentido de que tenha sido iniciativa do anterior executivo.

«Querem enganar quem? Será que não conseguem perceber que já não enganam mais este povo? Pois eu já havia dito isso aqui e volto a dizê-lo outra vez: ‘O povo de ontem não é o povo de hoje’, hoje as pessoas estão mais atentas, estão mais informadas, há muita gente a estudar, mesmo à noite, temos Universidades, temos as novas tecnologias de informação. Muitos dirigentes e políticos desse país é que pararam no tempo, pararam no antigamente e nem têm a capacidade de aperceberem que estão a ser cilindrados nessa nova época, nova era.», frisou o Deputado Levy Nazaré.

 

Espírito Santo