Página Inicial Notícias Chefe de Estado dirige-se pessoalmente ao Parlamento pela 1ª vez

Chefe de Estado dirige-se pessoalmente ao Parlamento pela 1ª vez

O Presidente da República, no seu discurso por ocasião da Sessão Solene da Constituição da X Legislatura, realçou o facto de ter sido a primeira vez que se dirigia pessoalmente ao Parlamento, desde que fora eleito.

No âmbito das saudações, Pinto da Costa frisou. «Ao Senhor Presidente da Assembleia Nacional, bem como aos restantes membros da mesa, quero pessoalmente transmitir votos dos maiores sucessos no desempenho das suas relevantes funções no quadro do regime em geral e em particular no funcionamento dos trabalhos parlamentares.

Aos senhores deputados, investidos hoje em tão nobre missão patriótica, quero também deixar votos de que o vosso trabalho corresponda o mais possível às vossas expectativas pessoais, dos cidadãos que através do seu voto os elegeram e às necessidades da Nação.

O juramento solene que acabaram de fazer não se resume a um mero ritual, tem um significado concreto traduzido num compromisso de honra perante a república e perante os cidadãos que aqui representam.»

A relação parlamento, democracia, voto e aspirações do povo foi focalizada por Pinto da Costa.

«Em democracia é nas urnas, através do voto, que a soberania do povo se manifesta e não poderia deixar de aproveitar esta ocasião para, mais uma vez, felicitar o povo santomense pelo comportamento cívico demonstrado nestas eleições e que levaram a que estas decorressem num clima de normalidade, paz e de liberdade, elogiado pela comunidade internacional.

A interpretação dos resultados é clara quanto à vontade do povo para os próximos quatro anos, vontade essa que deve ser respeitada, num quadro de estabilidade, de modo a que sejam cumpridos os compromissos assumidos e concretizadas as legítimas aspirações dos eleitores.

O próximo governo e que brevemente tomará posse dispõe de uma maioria sólida nesta assembleia e, por isso, deverá governar de acordo com o seu programa e os seus compromissos eleitorais.

Como Presidente da República, felicito o ADI pela vitória alcançada nas eleições legislativas manifestando desde já total disponibilidade pessoal e institucional para que o novo executivo tenha todas as condições para governar durante os próximos quatro anos.»

O Presidente da República, ao terminar a sua alocução, fez votos de que haja a renovação da confiança e a esperança num futuro melhor para São Tomé e Príncipe e todo o povo.

Espirito Santo