18/06/2018 10h00

Filha de preso político diz que ainda falta muito para combater a misoginia na internet

Lei Lola: veja a opinião de Rosa dos Santos, moradora de Brasília. Ela é representante do anistiados do Brasil

Incorporar:
A visualização e/ou o uso deste material está condicionada pelos Termos de Uso do Câmara Notícias.

Rosa dos Santos, feminista e representante dos anistiados políticos, esteve numa audiência pública para debater a Lei Lola (Lei 13.642/18), que atribui à Polícia Federal a investigação de crimes de misoginia praticados na internet.