22/10/2013 20h30 - Duração: 00:01:42

Câmara cria comissão externa para investigar caso da invasão do Instituto Royal para libertar cães usados em testes científicos

O Instituto Royal foi invadido na semana passada, quando manifestantes libertaram 178 cães da raça beagle, que seriam utilizados em pesquisas científicas e estariam sendo vítimas de maus-tratos. O caso pode dar origem a mudanças ou a uma nova legislação sobre o o uso de animais em pesquisas científicas.

Incorporar:
A visualização e/ou o uso deste material está condicionada pelos Termos de Uso do Câmara Notícias.

O caso do Instituto Royal, na cidade de São Roque, em São Paulo. O laboratório foi invadido na semana passada, quando manifestantes libertaram 178 cães da raça beagle, que seriam utilizados em pesquisas científicas e estariam sendo vítimas de maus-tratos. Segundo o coordenador da comissão, deputado Delegado Protógenes, que esteve no local no último domingo, o laboratório parecia mais um campo nazista. E o caso pode dar origem a mudanças ou a uma nova legislação sobre o o uso de animais em pesquisas científicas.