09/11/2005 00h00

Especial Saúde do Homem - Impotência Sexual e Ejaculação Precoce - ( 06' 01" )


TRILHA: EU QUERO UM OVO DE CODORNA PRA COMER, O MEU PROBLEMA ELE TEM QUE RESOLVER...

Ovo de codorna, catuaba, gemada, amendoim. Pela crença popular, esses são alguns remédios mágicos para curar um dos maiores temores do homem: a impotência. De acordo com o urologista e terapeuta sexual Celso Marzano, a impotência, junto com a ejaculação precoce e a diminuição do desejo sexual são os maiores problemas sexuais que levam um homem a procurar um médico. Ele alerta, porém, que, se o homem tem menos de 50 anos, os problemas sexuais têm causas psicológicas em 90% dos casos. O que não diminui o problema. Celso Marzano explica que o medo do fracasso pode levar à impotência sexual, principalmente, se o homem já "falhou" antes.

"Ele vai ficar com aquilo na cabeça, ele vai achar que vai falhar. Aí ele se concentra só no pênis, esquece a parceira, e a resposta sexual é inibida."

Com o avançar da idade, os problemas físicos passam a pesar mais nas dificuldades sexuais do homem. Depois dos 50 anos, a metade dos problemas passa a ter origem física. Aos 70 anos, 80% dos problemas são físicos. As principais causas físicas são arteriosclerose, diabetes, problemas hormonais e inflamações na próstata. O homem fumante também tem grandes chances de ter problemas de impotência.

TRILHA: EU TÔ MADURÃO, PASSEI DA FLOR DA IDADE, MAS AINDA TENHO ALGUMA MOCIDADE. VOU CUIDAR DE MIM PRA NÃO ACONTECER, VOU COMPRAR OVO DE CODORNA PRA COMER...

O militar aposentado Nilson de Salles, de 68 anos, conhece bem esse tipo de problema. Ele conta que há 2 anos procurou um urologista em busca de um remédio para melhorar o desempenho sexual. O médico sugeriu que Nilson tomasse Viagra. Desde então, ele vem usando o medicamento duas vezes por mês. Ele destaca que o resultado é satisfatório porque o medicamento mantém a ereção por um tempo superior ao normal.

"Sem o viagra, com medo da ereção acabar, queria logo consumar o ato. Agora, com o Viagra, você pode ter mais tempo de lazer, vamos dizer assim, sem aquela preocupação que a ereção vai terminar."

Mas nem só homens de meia idade procuram melhorar seu desempenho sexual com medicamentos. A onda de remédios como viagra está cada vez mais difundida entre a juventude. Um rapaz de 27 anos, que preferiu não se identificar, começou a consumir viagra por curtição, como ele mesmo explica.

"Estava numa fase muito boa de mulherada, para curtir mesmo, para agüentar mais. O efeito é muito bom. É uma curtição para você se sentir bem, a mulherada ficava doida."

Ele não teve nenhuma orientação médica para utilizar o medicamento. E conta que só ficou preocupado ao ver que estava ficando viciado em viagra.

"Tem que tomar cuidado com essa vontade, porque é como se fosse uma droga mesmo. Normal, essas que o pessoal utiliza, química, cocaína, deixa com cada vez mais vontade de usar."

O presidente da Sociedade Latino-Americana de Urologia, Luiz Otávio Torres, alerta os jovens que tomam esses medicamentos indiscriminadamente. Ele diz que é preciso cuidado no uso recreativo por pessoas que não têm problemas de impotência. Luiz Otávio explica que o Viagra em si não causa problemas físicos. Mas a pessoa que utiliza o viagra somente para melhorar a performance sexual pode acabar tendo uma dependência psicológica com o medicamento. Ou seja, pode acabar achando que só vai "funcionar" sexualmente se tomar o viagra.

"O cara fica nervoso e imagina ´hoje eu não tomei o remédio´. E aí ele falha. Ele falhou porque estava ansioso, ele falhou por inúmeras razões, mas ele vai colocar na cabeça que ele falhou porque não tomou o remédio. Isso já aconteceu, isso acontece na realidade com uma certa frequência."

Em outras palavras, a pessoa não tinha nenhum problema de ereção e passa a ter por causa do remédio.

TRILHA: EU JÁ PROCUREI UM DOUTOR MEU AMIGO, ELE ME FALOU "PODE CONTAR COMIGO"

Outro problema sexual que preocupa os homens é a ejaculação precoce. Nesse caso, os jovens são os maiores atingidos. Na maioria das vezes, a ejaculação precoce está relacionada à ansiedade e ao medo de não conseguir manter a ereção. O médico Celso Marzano explica melhor o que acontece.

"A causa em si da ejaculação precoce ninguém sabe. Uns falam que é costume, porque começou a ter relações sexuais com mulheres que queriam coisa rápida, garotas de programa, ou então muita masturbação, com medo, se culpando por isso, então ele acostumou seu corpo a isso. Mas também tem uma personalidade própria do homem que tem ejaculação precoce, que é uma personalidade de um homem que é rápido em tudo, não é só na ejaculação. Ele já tem uma ansiedade própria. Então você tem que educar esse homem a conhecer sua própria resposta sexual. Aí que entra a terapia. Ou então você dá um anti-depressivo. Ele ajuda, mas só vai ajudar enquanto estiver tomando remédio."

Seja qual for o problema, o fato é que os homens demoram muito a procurar ajuda médica quando têm dificuldades sexuais. Segundo o médico Celso Marzano, passam-se de 3 a 5 anos até que o homem tenha coragem de se abrir com um médico. Como a maioria das dificuldades sexuais têm causa emocional, uma terapia pode resolver aquele problema que tira o sono do homem esse tempo todo.

De Brasília, Adriana Magalhães.