31/01/2019 14h44

Novos deputados destacam complexidade de ações realizadas na Câmara dos Deputados

Os novos parlamentares participaram nesta quinta-feira do 4º Encontro de Parlamentares. Nos últimos dias, eles participaram de vários cursos sobre o processo legislativo e frequentaram stands espalhados pela Casa para explicar os serviços oferecidos

A Câmara realizou nesta quinta-feira o 4º Encontro de Parlamentares para apresentar alguns aspectos da estrutura administrativa da Casa para os deputados que são novos no Congresso. De maneira geral, os deputados, que participaram de vários cursos sobre o processo legislativo nos últimos dias e têm frequentado stands espalhados pela Casa para explicar os serviços oferecidos, elogiam a dedicação dos funcionários e destacam a complexidade das ações.

O deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP) conta que um sinal desta complexidade é que a Câmara tem o mesmo tamanho administrativo de cidades médias do seu estado. Ele afirmou que, mesmo com todas as explicações que já teve, ainda vai levar algum tempo para entender todo o processo legislativo. Para Rodrigo Agostinho, a eleição da Mesa Diretora da Câmara nesta sexta-feira é importante porque é o órgão que vai coordenar todo esse trabalho:

"Porque você tem uma agenda nacional, uma agenda do país, uma agenda do governo, uma agenda da sociedade... A sociedade também vai cobrar para que os deputados tomem atitude em relação a diversos assuntos. E a Mesa Diretora da Casa, ela tem um papel muito grande em relação a isso. Em obter os consensos e em colocar os projetos em votação. Então, nós temos um desafio enorme pela frente."

Durante o Encontro, alguns pré-candidatos à Presidência da Câmara usaram o microfone e todos destacaram o compromisso de dar voz a todos os parlamentares, independentemente dos que forem indicados para as lideranças partidárias e presidências de comissões. Com a renovação de quase metade da Câmara este ano, muitos deputados novos temem ser "engolidos" pela experiência dos veteranos ou pela estrutura de lideranças.

O deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP) diz que não tem este receio e que está animado com os desafios. Ele afirma que vai lutar por pautas como a reforma tributária e redução do peso do Estado na economia:

"Independentemente de achar que a Casa vai nos engolir, que vai acabar com a nossa vontade de mudar... Eu, como empresário, levei lambada a vida inteira. Determinação e perseverança sempre foram valores muito importantes. Eu vou lutar incansavelmente por essas pautas. Isso vai gerar emprego, acabar com essa pobreza que tanto atrapalha o Brasil."

Alguns pré-candidatos à Presidência também citaram a necessidade de a Câmara estar mais presente nas redes sociais e de a população participar mais do processo legislativo. Os servidores da Casa mostraram, no Encontro, que o portal da Câmara na internet foi reformulado este ano para melhorar a interação dos cidadãos com os parlamentares e que a estrutura voltada para as redes sociais vem crescendo nos últimos anos.

Reportagem - Sílvia Mugnatto