05/06/2019 09h25

‘Para aprovar, governo vai ter que negociar com a oposição’, afirma relator do crédito complementar ao governo

Hildo Rocha é o relator do projeto que concede crédito extra ao Executivo para pagamento de despesas obrigatórias

O deputado Hildo Rocha, do MDB do Maranhão, é o relator do projeto do governo que pede autorização ao Congresso Nacional para obter empréstimos no mercado financeiro para arcar com aposentadorias e programas, como Bolsa Família e Seguro Safra. A autorização é necessária porque a Constituição proíbe que o governo obtenha dinheiro vendendo títulos da dívida para pagar despesas correntes, mecanismo conhecido como "Regra de Ouro".

Em entrevista ao Painel Eletrônico, deputado disse que a situação é complicada porque o governo demorou a decidir o valor necessário para pagar as despesas correntes. O governo vai precisar de um empréstimo no mercado financeiro de quase R$ 249 bilhões. O deputado Hildo Rocha recomendou a aprovação do projeto para que o país não quebre de vez, mas disse que para a aprovação da proposta o governo vai ter que negociar com a oposição. Se o Congresso não autorizar a União a fazer essa captação de recursos se endividando, o presidente vai ter de fazer uma escolha difícil: ou cancela as despesas e agrava a crise econômica do país ou mantém essas despesas e corre o risco de sofrer um processo de impeachment, a exemplo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche