04/06/2019 09h35

‘Estado não pode negociar com facções criminosas’, afirma deputado amazonense

Capitão Alberto Neto coordena comissão externa que acompanha situação do sistema penitenciário no Amazonas

O deputado Capitão Alberto Neto, do PRB do Amazonas. O parlamentar é coordenador da comissão externa, criada pela Câmara, para acompanhar a situação no sistema penitenciário do Amazonas. Em entrevista ao Painel Eletrônico, ele reconheceu que o sistema penitenciário brasileiro está falido e disse que é preciso mais investimentos em infraestrutura e pessoal para combater o crime organizado dentro das cadeias.

Para o deputado Capitão Alberto Neto o pacote anticrime, do ministro da Justiça Sérgio Moro, que endurece as regras nos presídios de segurança máxima, onde estão os cabeças do crime organizado, vai controlar o crime e as comunicações de lideranças criminosas, inclusive com o mundo externo. Para o deputado, o Estado não pode negociar com facções criminosas e precisa investir no sistema para que a população tenha a segurança que precisa.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche