30/05/2019 07h01

Deputadas da bancada feminina debatem as melhorias para a aposentadoria das mulheres - Parte II

Adriana Ventura e Sâmia Bomfim falam ao Painel Eletrônico sobre aposentadoria para mulheres. A bancada feminina apresentou quatro emendas à Reforma da previdência, entre as alterações solicitadas estão a idade mínima para aposentadoria da mulher, cálculo do benefício, direitos ligados à maternidade e pensão por morte

As deputadas de São Paulo Adriana Ventura, do Novo e Sâmia Bomfim, do Psol, integram a Comissão Especial da Reforma da previdência e em entrevista ao Painel Eletrônico, elas falaram sobre o que a bancada feminina pretende mudar para melhorar as condições de aposentadoria da mulher brasileira. A bancada feminina, com 77 integrantes, elaborou quatro emendas à Proposta de Emenda à Constituição. Entre as alterações solicitadas estão a idade mínima para aposentadoria da mulher, cálculo do benefício, direitos ligados à maternidade e pensão por morte.

Para a deputada Adriana Ventura a aposentadoria não pode ser usada como medida compensatória pela ausência de outras políticas públicas como creches, escola em tempo integral, combate à pobreza, salários diferentes entre homens e mulheres. Segundo ela, essa diferença aumenta ainda mais as desigualdades de gênero.

A deputada Sâmia Bonfim discorda. Para ela a aposentadoria das mulheres deve ser diferente dos homens em idade, como medida de reparação. Ela concorda que é preciso avançar em políticas públicas que beneficiem as mulheres, mas o tempo mínimo de contribuição para as mulheres não pode ser alterado como quer o governo na reforma da previdência. Ela defende que as trabalhadoras rurais e professoras devem continuar tendo aposentadorias especiais.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche