22/05/2019 11h43

Deputados comentam reforma tributária em análise na CCJ - Bloco 1

Luizão Goulart (PRB-PR) e Fábio Trad (PSD-MS) falaram sobre o assunto em entrevista ao Painel Eletrônico. Ouça a íntegra em dois blocos

O relatório sobre a admissibilidade da reforma tributária, proposta que muda o sistema de cobrança de tributos no país, pode ser votado ainda hoje na Comissão de Constituição e Justiça.

A proposta em análise na CCJ foi apresentada, no início do mês passado, pelo líder do MDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (MDB-SP). O texto começou a tramitar na Casa antes da proposta do Executivo, que ainda está sendo elaborada pela equipe econômica do governo.

Para debater a proposta, a CCJ marcou duas audiências públicas. Uma aconteceu ontem e o segundo debate sobre a reforma tributária, nesta quarta-feira.

Para falar sobre o tema, o Painel Eletrônico convidou os deputados Luizão Goulart (PRB-PR) e Fábio Trad (PSD-MS). Na entrevista os dois deputados garantiram que não acharam nenhuma inconstitucionalidade na proposta que deverá ser aprovada na CCJ. Ambos os parlamentares também acreditam que não haverá resistência dos prefeitos, já que a proposta de reforma tributária tomou o cuidado de manter a autonomia dos estados e municípios, que ainda poderão defender a alíquota de seus municípios.

Segundo o deputado Fábio Frad, a nova reforma tributária não reduz os impostos pagos, mas simplifica a vida dos empresários, diminuindo os custos do processo contábil e administrativo, podendo gerar mais empregos. Segundo ele, a reforma tributária pode, ainda, reduzir o que é cobrado dos consumidores no produto final e, com um único imposto, ficará mais difícil a sonegação fiscal, hoje calculada em 25% do total arrecadado.

Ouça a íntegra das entrevistas em dois blocos.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche