16/04/2019 10h02 - Atualizado em 16/04/2019 16h28

Projeto do governo prevê autonomia do Banco Central e mandato para o presidente da instituição

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o deputado Celso Maldaner (MDB-SC), relator em uma das comissões de mérito de proposta semelhante, que já teve tramitação na Casa

O presidente Jair Bolsonaro anunciou projeto que prevê a autonomia do Banco Central. A proposta deve estabelecer mandato para o presidente do BC, que teria início em 1º de março, no segundo ano de mandato do presidente da República.

Esse é um tema constante na pauta do Executivo e do Legislativo. Hoje, várias propostas tramitam no Congresso tratando do assunto, inclusive, de autoria do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o deputado Celso Maldaner (MDB-SC), relator em uma das comissões de mérito de proposta semelhante, que já teve tramitação na Casa. O parlamentar pretende apensar a proposta do governo para que ela seja aprovada direto no plenário da Câmara.

Segundo Celso Maldaner, a ideia é dar proteção jurídica a quem ocupa o cargo no Banco Central, dar estabilidade ao mercado financeiro e segurança aos investidores.

Nesta quarta-feira, o deputado vai se reunir com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tratar da tramitação da proposta.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche