20/03/2019 10h50

Deputados avaliam resultados da primeira viagem oficial do presidente Bolsonaro aos Estados Unidos - Bloco 2

Ouça, em dois blocos, as entrevistas dos deputados Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP), integrante e vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores, respectivamente

O presidente Jair Bolsonaro realizou sua primeira viagem oficial aos Estados Unidos. Na visita, que durou três dias, o chefe do Executivo brasileiro teve uma agenda cheia. Encontrou empresários, investidores e autoridades norte-americanas. Mas o ponto alto da viagem foi o encontro com o presidente Donald Trump, no qual foram tratadas questões importantes como o apoio formal dos Estados Unidos à candidatura do Brasil à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE); acordo de salvaguardas tecnológicas na área espacial; e a crise na Venezuela.

A intenção do atual governo com a viagem foi trabalhar na construção de uma solida parceria com os Estados Unidos e ampliar acordos de cooperação entre os dois países, em especial, nas áreas de segurança, defesa e inovação tecnológica.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou os deputados Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP), integrante e vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores, respectivamente.

Para a deputada Perpétua Almeida, o acordo de salvaguardas tecnológicas para permitir o uso comercial do centro de lançamento de Alcântara, no Maranhão, pelos Estados Unidos, precisa ser analisado pelo Parlamento. A deputada considera que acordo semelhante deveria ser estendido a um pool de países, para garantir ao Brasil a tecnologia também de outros Estados. A deputada critica o ingresso do Brasil na OCDE; defende que o Brasil precisa olhar os interesses nacionais; e afirma que o Parlamento deveria exigir a reciprocidade dos Estados Unidos no caso de visto para a entrada de brasileiros naquele país, já que o governo Bolsonaro eliminou a necessidade de visto para a entrada de turistas norte-americanos no Brasil.

Já o deputado Luiz Philippe de Orléans e Bragança disse que a escolha do presidente Jair Bolsonaro pelos Estados Unidos, na sua primeira viagem oficial ao exterior, é uma demonstração de mudança nas relações exteriores. O parlamentar elogia o acordo com os Estados Unidos para o uso comercial da base de Alcântara, mas admite que ele enfrentará resistência na Câmara dos Deputados, "embora seja bom economicamente para o Brasil". Ainda segundo o deputado, a entrada do Brasil na OCDE demonstra que o país já pode ser inserido entre os grandes do mundo. Luiz Philippe também defende a reciprocidade de vistos para empreendedores.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche