12/02/2019 10h12

Deputado comenta desdobramentos da reunião do Parlasul sobre crise na Venezuela

O vice-presidente do Parlasul, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), participou da reunião de cúpula do Parlasul e comentou os detalhes em entrevista ao Painel Eletrônico

A Mesa Diretora do Parlamento do Mercosul se reuniu nessa segunda-feira, em Montevidéu, no Uruguai. O encontro teve o objetivo de debater a crise política e humanitária da Venezuela com a contestação – dentro e fora do país – do segundo mandato do presidente Nicolás Maduro. A ideia é também definir um roteiro de ações para ajudar o país vizinho a sair da crise.

O Parlasul é composto por parlamentares da Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Venezuela, sendo esta última delegação composta de parlamentares do partido no poder e da oposição.

O vice-presidente do Parlasul, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), participou da reunião de cúpula do Parlasul e comentou os detalhes em entrevista ao Painel Eletrônico.

Na entrevista, ele afirmou ser contra qualquer intervenção estrangeira na Venezuela, mas que defende a organização de um grupo de países para socorrer financeiramente o governo venezuelano. Chinaglia também defende o fim das sanções à Venezuela pelo governo americano e eleições gerais no país. Para o deputado, a Venezuela hoje sofre com a cobiça de outros países em relação ao petróleo venezuelano.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche