06/11/2018 10h00

Novembro Azul alerta para a prevenção do câncer de próstata e para o cuidado com a saúde do homem

Durante todo o mês, especialistas vão desmistificar e falar, com seriedade, sobre o assunto. Ouça a entrevista do médico e deputado Jorge Silva (SD-ES), coordenador da Frente Parlamentar de Atenção Integral à Saúde do Homem

A campanha mundial “Novembro Azul”, voltada para a prevenção do câncer de próstata e do cuidado com a saúde do homem é assunto sério.

Durante todo o mês, especialistas vão desmistificar e falar, com seriedade, sobre a necessidade do exame de próstata para evitar o câncer prostático, o segundo mais comum no Brasil, e que perde apenas para o de pele não-melanoma. Em nosso país, a cada 40 minutos uma morte ocorre em decorrência da doença.

Para falar sobre o assunto e sobre a campanha, o Painel Eletrônico convidou o médico e deputado Jorge Silva (SD-ES), coordenador da Frente Parlamentar de Atenção Integral à Saúde do Homem.

Na entrevista, o parlamentar relatou que a campanha foi lançada em 2003, na Austrália, e tem ajudado a diminuir o preconceito que ainda persiste em relação ao exame de toque de próstata, que deve ser realizado conjuntamente com o exame de PSA, para um melhor diagnóstico.

Segundo Jorge Silva, o descaso com a saúde faz com que os homens vivam 7 anos menos que as mulheres. Ainda segundo o deputado, além do preconceito, que é cultural, existe a dificuldade de acesso a exames e consultas na rede pública de saúde. O médico recomenda que os exames sejam feitos anualmente pelos homens a partir dos 50 anos de idade.

Como parte da campanha Novembro Azul, a Câmara realiza, no dia 22 de novembro, o seminário “Saúde do homem do campo”. E o prédio do Congresso Nacional ficará iluminado de azul durante todo o mês.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche