29/10/2018 09h27

Deputados avaliam perspectivas e desafios do presidente eleito quanto à governabilidade - Bloco 2

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS); e o deputado Capitão Augusto (PR-SP), integrante do grupo aliado ao presidente eleito Jair Bolsonaro. Ouça a íntegra das entrevistas em dois blocos

Fake news, polarização política, violência, intolerância. Muitos fatos marcaram as eleições gerais de 2018. Passada a festa democrática, os holofotes agora se voltam para o Congresso Nacional. Com mais de 55% dos votos válidos, o presidente eleito Jair Bolsonaro tem pela frente o desafio de ter habilidade para lidar com o cenário de fragmentação política e buscar apoio para a governabilidade.

Para explicar o que pode vir de agora em diante, o Painel Eletrônico convidou o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS); e o deputado Capitão Augusto (PR-SP), integrante do grupo aliado ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Para o deputado Paulo Pimenta, é preciso fazer uma leitura do que disseram as urnas: considerando que 43 milhões de eleitores votaram em branco, nulo ou não votaram, mais os votos dados a Fernando Haddad, significa que 90 milhões de eleitores, ou 60% do eleitorado, não disseram sim a Bolsonaro, e esse contingente precisa ser respeitado. "Nosso desafio é corresponder às expectativas dos opositores", disse o líder do PT. Segundo Paulo Pimenta, o PT não vai questionar o resultado das urnas, mas também não terá gestos de cordialidade e fará oposição ao novo governo "conforme desejo delegado pela população".

Já para o deputado Capitão Augusto, as urnas mostraram a insatisfação do eleitorado com a corrupção e com a violência. A expectativa do parlamentar é de que haverá uma oposição ferrenha, o que pode atrapalhar o novo governo, mas Capitão Augusto está otimista de que o governo conseguirá uma base aliada de 400 deputados, oriunda das bancadas temáticas do agronegócio, evangélica e da segurança pública, além da constante vigilância do eleitorado. Segundo o deputado Capitão Augusto, entre os temas da agenda legislativa que o novo governo vai tentar emplacar no Congresso no início de 2019, está a segurança pública, com foco em mudanças no Código Penal e nas execuções penais. O novo presidente também deverá se dedicar ao processo de escolha dos novos presidentes da Câmara e do Senado, essenciais para o trabalho nas duas Casas.

Ouça a íntegra das entrevistas em dois blocos.

Apresentação - Edson Junior e Elisabel Ferriche