08/10/2018 10h36 - Atualizado em 08/10/2018 12h48

Deputados comentam expectativas para o segundo turno das eleições presidenciais - Bloco 1

Os deputado Delegado Francischini (PSL-PR) e Paulo Pimenta (PT-RS) falaram sobre o assunto em entrevista ao Painel Eletrônico. Ouça a íntegra em dois blocos

A festa da democracia ainda não acabou. O eleitor vai voltar às urnas para decidir quem vai ser o próximo presidente da República. Estão na disputa, em segundo turno, o deputado do PSL, Jair Bolsonaro; e o candidato do PT, Fernando Haddad.

Para comentar sobre o novo cenário, o Painel Eletrônico convidou o líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Francischini, do Paraná; e o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

Para o deputado Delegado Francischini, o eleitor foi coerente e mostrou que deseja mudança. "Foi o grito pelo fim da corrupção e da política do toma lá dá cá". O parlamentar considera esse resultado como um enfraquecimento do centrão e o fortalecimento da direita. Segundo Francischini, o crescimento do PSL na Câmara, com a eleição de mais de 50 deputados, dará ao candidato Jair Bolsonaro a governabilidade necessária para os próximos quatro anos, caso eleito presidente.

Já o deputado Paulo Pimenta atribuiu a vitória da direita à ruptura institucional pelo golpe do governo Temer e à criminalização da política por parte do Judiciário e da grande mídia. O parlamentar acredita, no entanto, que o Brasil vai responder nas urnas, no 2º turno, porque o PT vai levar à sociedade uma mensagem de diálogo.

Ouça a íntegra das entrevistas em dois blocos.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Edson Junior