26/09/2018 10h56

Setembro Amarelo: 106.374 mortes por suicídio foram registradas no Brasil entre 2006 e 2017

Para analisar os dados, divulgados pelo Ministério da Saúde, o Painel Eletrônico convidou o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, coordenador nacional da Campanha de Prevenção ao Suicídio

O Ministério da Saúde divulgou novos dados sobre tentativas e óbitos por suicídio no país. Os números apontam que, entre 2006 e 2017, foram registradas 106.374 mortes por suicídio no Brasil.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, coordenador nacional da Campanha de Prevenção ao Suicídio "Setembro Amarelo", da Associação Brasileira de Psiquiatria.

Na entrevista, Antônio Geraldo lamentou que, ao divulgar os novos números de suicídios no Brasil, o Ministério da Saúde não tenha apresentado propostas para conter as mortes, que podem ser evitadas.

Ainda segundo o psiquiatra, as doenças mentais são o principal fator de risco. Para enfrentar o problema, Antônio Geraldo sugere que o governo amplie a assistência ambulatorial nos postos de saúde e contrate psiquiatras para os Centros de Assistência Psicossocial (CAPs).

O coordenador da Campanha "Setembro Amarelo” adverte que a doença mental pode acometer qualquer pessoa, mas que, tratado adequadamente, o doente mental não é perigoso. Antônio Geraldo elogia a Política de Saúde Mental do Ministério da Saúde e espera que ela seja colocada em prática. O psiquiatra também sugere que a mobilização de enfrentamento ao suicídio seja estendida para os 365 dias do ano e que a depressão deixe de ser um estigma no Brasil.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Edson Junior