20/09/2018 11h23

Presidenciáveis assinam compromisso com políticas de mobilidade focadas em pedestres e ciclistas

Ouça a entrevista da vice-diretora do Movimento Sampapé, Ana Carolina Nunes, sobre o assunto

Inserir a mobilidade ativa no debate eleitoral e garantir o compromisso dos candidatos com políticas públicas voltadas para melhorar as condições de deslocamentos para quem anda a pé e de bicicleta pelas ruas do país. Esses são os principais pontos defendidos por uma campanha nacional, lançada pela União de Ciclistas do Brasil, pelo Movimento Sampapé e pelo Grupo de Estudos em Transportes da Universidade Federal do Paraná.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou a vice-diretora do Movimento Sampapé, Ana Carolina Nunes. Segundo ela, quatro presidenciáveis já assinaram o documento que prevê a implantação de mais ciclovias, adequação de calçadas, melhoria da iluminação pública, estabelecimento de velocidades mais baixas nas rodovias, além de campanhas de educação para o respeito ao pedestre por parte dos motoristas.

No Brasil, cerca de 36% das viagens cotidianas nas cidades são realizadas a pé e 4% de bicicleta, e as cidades brasileiras não dispõem de estrutura adequada para ciclistas e pedestres se locomoverem com segurança.

Ana Carolina também destacou que, hoje, no Brasil, 80% do espaço viário são ocupados por carros e motos; os 20% restantes ficam por conta de ônibus, pedestres e ciclistas. Por isso, "é preciso democratizar e distribuir de forma harmônica as vias públicas do país", defende a vice-diretora do Movimento Sampapé.

Para aderir à campanha, acesse: www.mobilidadeativanaseleicoes.org.br

Apresentação - Elisabel Ferriche e Edson Junior