17/09/2018 10h03

Livro “Segurança pública para virar o jogo” propõe ações para enfrentamento da violência no Brasil

Ouça a entrevista de Melina Risso, autora do livro em parceria com Ilona Szabó

Na última década, mais de meio milhão de brasileiros perderam as vidas para a violência. Só no ano passado, o número de mortes violentas intencionais, como homicídios e latrocínios, bateu o recorde da história do país. Foram quase 64 mil mortes, o equivalente a 175 por dia.

Esses dados, consolidados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, colocam o país como campeão mundial de homicídios. Um título desanimador que o Brasil ocupa já há alguns anos.

O panorama dessa violência, que se assemelha à de uma guerra, e propostas para tirar a nação deste grave cenário são os principais temas do livro “Segurança pública para virar o jogo”.

Em entrevista ao Painel Eletrônico, Melina Risso, uma das autoras da nova publicação, coordenadora do “Movimento Agora” e integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apresentou detalhes do livro recém-lançado em São Paulo.

No livro, Melina e Ilona Szabó reforçam a necessidade de se repensar a maneira como se faz políticas de segurança pública no país. Na entrevista, Melina Risso destacou a importância de um trabalho unificado entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, com a presença forte do Ministério Público.

Melina Risso também acha que a unificação das policias, em debate na Câmara, pode ser uma boa solução e elogiou a iniciativa do presidente da República de instalar o Conselho Nacional de Segurança Pública, aprovado pelo Congresso, instituindo o Sistema Único de Segurança Pública, o Susp. No entanto, ela lembrou que essas ações precisam ter continuidade, independentemente de quem seja o próximo presidente da república.

Em Brasília, o livro será lançado no próximo dia 25, às 10 horas, na sede da Frente Nacional dos Prefeitos.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Edson Junior