11/09/2018 10h42

Dia Nacional do Cerrado: seminário na Câmara discute importância e desafios do bioma

Ouça a entrevista do presidente do Conselho da Agência Brasileira de Meio Ambiente e Tecnologia da Informação (Ecodata), Donizete Torkarski, sobre o tema

Nesta terça-feira, 11 de setembro, o país comemora o Dia Nacional do Cerrado. O bioma está presente em quase 25% dos municípios brasileiros e no Distrito Federal e é berço de grandes bacias hidrográficas, que abastecem milhões de pessoas no Brasil.

Em comemoração à data, o EcoCâmara, Comitê Gestor de Sustentabilidade da Câmara dos Deputados, promove hoje, em parceria com organizações ambientalistas e a Universidade de Brasília (UnB), o seminário “A importância e os desafios do Cerrado: a savana berço das águas brasileiras”, para debater a importância e desafios deste que é o segundo maior bioma brasileiro.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o presidente do Conselho da Agência Brasileira de Meio Ambiente e Tecnologia da Informação (Ecodata), Donizete Torkarski.

Na entrevista, ele lamentou o fato de o Cerrado continuar sendo alvo de desmatamento e alertou para a importância de se preservar o bioma. Segundo Torkarski, 50% da área natural já desapareceu e 12 mil espécies de plantas e 1.700 espécies de animais podem estar ameaçadas.

Uma das sugestões apresentadas pelo presidente da Ecodata é associar culturas e divulgar as plantas nativas do Cerrado, como o pequi, o baru, a cagaita e o buriti. Ainda segundo Torkarski, outra saída para preservação desse bioma é a aprovação da proposta de emenda à Constituição que torna o Cerrado e a Caatinga patrimônios nacionais.

Apresentação - Elisabel Ferriche e Edson Junior