08/08/2018 10h27

Presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle comenta novo pacote de medidas anticorrupção

Segundo Roberto de Lucena (Pode-SP), a corrupção é o inimigo número um do Brasil e precisa ser combatida. Ouça o áudio completo da entrevista

Nesta quarta-feira, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle vai promover audiência pública para debater o pacote de medidas anticorrupção, apresentado pela Transparência Internacional Brasil, Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas, Observatório Social do Brasil, Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Instituto Cidade Democrática e pela entidade Contas Abertas.

Em junho passado, as mais de 80 medidas contra a corrupção foram apresentadas em São Paulo. Há dois anos, o Ministério Público Federal lançou dez medidas contra práticas corruptas, que tiveram o apoiamento de 1,2 milhão de brasileiros.

A ideia é que, com essas novas propostas legislativas, a sociedade possa exigir o compromisso dos futuros parlamentares eleitos no combate à corrupção.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, deputado Roberto de Lucena (Pode-SP).

Na entrevista, o deputado disse estar otimista quanto à aprovação de uma proposta mais completa, já que foi apresentada por vários setores da sociedade. No entanto, ele não acredita que a proposta seja votada nessa legislatura, devido à proximidade das eleições. Roberto de Lucena admite que a corrupção é o inimigo número um do Brasil e precisa ser combatida, mas que é preciso, primeiro, combater a cultura da corrupção e fortalecer com autonomia os órgãos de controle e fiscalização.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche