07/06/2018 11h54

Deputado lamenta decisão do STF que derrubou obrigatoriedade do voto impresso nas eleições de 2018

Segundo Izalci Lucas, a decisão frustra a expectativa dos eleitores e coloca em dúvida a segurança das eleições. Ouça a entrevista completa

O plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu, na quarta-feira (6), por oito votos a dois, derrubar o voto impresso nas eleições de 2018, para eventual conferência dos resultados da disputa. A maioria concordou com ação da Procuradoria Geral da República, que apontou que a medida coloca em risco o sigilo do voto.

Na ação, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge sustenta que o voto impresso vai causar transtornos ao eleitorado, aumentar a possibilidade de fraudes e prejudicar a celeridade do processo eleitoral.

A obrigatoriedade do voto impresso nas eleições de 2018 também tem sido alvo de audiência pública na Câmara. O deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) foi um dos parlamentares que trouxeram o debate para a Casa, e falou sobre o assunto em entrevista ao Painel Eletrônico.

Na entrevista, o parlamentar lamentou a decisão, que, segundo ele, frustra a expectativa dos eleitores e coloca em dúvida a segurança das eleições. Izalci disse que o Congresso não pode fechar os olhos nem ficar calado com essa decisão do Supremo, que derrubou lei aprovada pelo Parlamento em 2015, na minirreforma eleitoral. O deputado sugere a criação de um órgão fiscalizador para acompanhar as ações do TSE, que, sozinho, normatiza, executa, fiscaliza e julga o processo eleitoral. Ouça o áudio completo da entrevista.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche