29/05/2018 10h05

Deputado comenta os impactos da nova legislação trabalhista

Parlamentar disse que a reforma trabalhista foi um retrocesso para o trabalhador. Ouça o áudio completo.

A Comissão de Trabalho realizaria um seminário sobre os impactos da aplicação da nova legislação trabalhista no Brasil.

O evento estava previsto para hoje, mas foi adiado, devido à dificuldade de os participantes chegarem a Brasília. É aberto para participação da sociedade, por meio do site interativo da Câmara, o e-Democracia.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou o deputado Bohn Gass (PT-RS), autor do requerimento para a realização do seminário.

Na entrevista o deputado disse que a reforma trabalhista foi um retrocesso para o trabalhador já que enfraqueceu os sindicatos, a Justiça do Trabalho e os trabalhadores. Ele disse ainda que a reforma trabalhista não atendeu as expectativas do governo, como o crescimento da economia, a estabilidade jurídica e o crescimento do emprego.

Ele criticou a queda de 45% no número de processos trabalhistas nos três primeiros meses desse ano porque a nova lei trabalhista estaria desestimulando os trabalhadores a procurarem seus direitos.

Na entrevista o deputado também comentou a decisão da OIT, tomada na manhã desta terça-feira, que decidiu investigar o brasil por violações a normas de proteção internacional do trabalhador, com as quais o Brasil se comprometeu. O pedido foi feito pela Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho.

O deputado Bohn Gass elogiou a medida, disse que a decisão é importante, porém expõe negativamente a imagem do Brasil no mundo.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche