17/05/2018 11h23

Deputados comentam parecer ao projeto de flexibilização da Lei dos Agrotóxicos - Bloco 2

Ouça, em dois blocos, as entrevistas dos deputados Bohn Gass (PT-RS), que apresentou, junto com outros parlamentares petistas, texto alternativo ao do relator; e o vice-presidente da comissão especial que analisa a proposta, deputado Valdir Colatto (PMDB-SC)

A comissão especial criada para analisar a regulação do setor de defensivos fitossanitários, conhecidos como agrotóxicos, discutiu nesta quarta-feira o parecer do deputado Luiz Nishimori, do PR paranaense. Diante de tanta polêmica, a votação do texto ficou para a próxima semana.

Há pouco mais de dois anos, o colegiado analisa projeto que flexibiliza a Lei dos Agrotóxicos e outras 17 propostas, que também tratam do assunto. O texto simplifica o registro e autorização dos agrotóxicos, além de mudar o nome desses produtos para defensivos fitossanitários.

Para falar sobre o assunto, o Painel Eletrônico convidou os deputados Bohn Gass (PT-RS), que apresentou, junto com outros parlamentares petistas, um texto alternativo ao do relator; e o vice-presidente da comissão especial, deputado Valdir Colatto (PMDB-SC).

Na entrevista o deputado Bohn Gass se disse contrário ao projeto, porque é a favor da “comida limpa”. Ele defende investimentos em pesquisas e mudanças no atual modelo de produção, que exige uma grande quantidade de agrotóxicos. "O mundo não quer mais veneno na comida e as exportações brasileiras de alimentos podem ser prejudicadas", garantiu o deputado. Apesar de ser contra o projeto, Bohn Gass reconheceu que ele deverá ser aprovado na comissão, onde a maioria é representante do agronegócio, mas está otimista de que o projeto será derrubado no Plenário.

Já o deputado Valdir Colatto é favorável ao projeto que flexibiliza a lei dos agrotóxicos, por entender que a atual lei, que tem 50 anos, precisa ser atualizada. Para o deputado, esse é o principal motivo que pode levar o Brasil a perder exportações, porque a atual lei não permite ao Brasil registrar defensivos agrícolas mais modernos. Para Valdir Colato, o colegiado vai conseguir chegar a um consenso que permita a votação da proposta na próxima semana.

Ouça a íntegra das entrevistas em dois blocos. 

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche