09/05/2018 12h48

Comissão de Direitos Humanos debate atos de ódio, discriminação e intolerância na internet

O presidente do colegiado, deputado Luiz Couto (PT-PB), falou sobre o assunto em entrevista ao Painel Eletrônico. “É preciso recuperar a liberdade de expressão sem mentiras”, disse

Atos de ódio, discriminação e intolerância na internet voltam a ser debatidos na Câmara. Desta vez, o palco do debate vai ser a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, que promove audiência pública sobre o assunto nesta quarta-feira.

Em novembro do ano passado, o tema ganhou espaço no Plenário da Câmara, que promoveu uma comissão geral para discutir o crescimento de mensagens de ódio nas páginas da internet.

O deputado Luiz Couto, do PT da Paraíba, que preside a Comissão de Direitos Humanos e está à frente da audiência pública, falou sobre o tema em entrevista ao Painel Eletrônico.

Segundo o parlamentar, é preciso recuperar a liberdade de expressão sem mentiras e combater os atos de intolerância que se tornaram comuns, principalmente nas redes sociais. Luiz Couto afirma que a audiência pública tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade e do poder público pelo fim da intolerância.

Como presidente da comissão, Luiz Couto pretende entrar com uma representação no Supremo Tribunal Federal contra a juíza Carolina Lebbos, que impediu representantes do colegiado de visitar o ex-presidente Lula, preso nas dependências da Polícia Federal, em Curitiba, no Paraná.

Apresentação - Edson Júnior e Elisabel Ferriche